Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

23 março 2016

All´ Ombra di Una Colt - "Finchè il Mondo Sarà” Letra/Lyric da Música Inédita

A Sombra de Uma Arma - Brasil(All' Ombra Di Una Colt/1965) Filme Produzido por Giovanni Grimaldi.
Música: Nico Fidenco
Intérprete: Nico Fidenco
Orquestra e regência: Willy Guglielmo Brezza e sua Orquestra

"Finchè il Mondo Sarà”

...io finchè il mondo sarà
fino a quando vivrò
anche se il tempo passerà
anche se tutto cambierà
ricordati
sarò con te.

Se tu altri amori vivrai
per scordarti di me
il tempo non ti aiuterà
il tempo sai ti porterà
ricordati
sempre da me

Se un altro amore proverai
soltanto allora capirai
quale è per te la verità
quale è per te
la verità

solo allora saprai
che finchè lo vorrò
il tempo non ti cambierà
il tempo ti riporterà
ricordati
sempre da me

io finchè il mondo sarà
fino a quando vivrò
anche se il tempo passerà
anche se tutto cambierà
ricordati
sarò con te

Se un altro amore proverai
soltanto allora capirai
quale è per te la verità
quale è per te
la verità

solo allora saprai
che finchè lo vorrò
il tempo non ti cambierà
il tempo ti riporterà
ricordati
sempre da me

“Tradução Português Brasil”

... Eu, enquanto o mundo existir
enquanto eu viver
Embora o tempo passe
mesmo que tudo mudar
lembre-se
Eu estarei com você.

Se você viver outros amores
lembrará de mim
o tempo não vai ajudar
o tempo, você sabe que vai passar
Lembre-se
sempre por mim

Se outro experimentar o amor
só então você vai entender
que é para você a verdade
que é para você
a verdade

só então você vai saber
que, desde que eu quero
o tempo não vai mudar
o tempo irá trazer de volta
lembre-se
sempre comigo

Enquanto o mundo existir
enquanto eu viver
Embora o tempo passe
mesmo que tudo mudar
Lembre-se
Eu estarei com você

Se outro experimentar o amor,
só então você vai entender
que é para você a verdade
que é para você
a verdade

só então você vai saber
que, desde que eu quero
o tempo não vai mudar
o tempo irá trazer de volta
lembre-se
sempre comigo

Willy Guglielmo Brezza

Compositor italiano, pianista e maestro, nascido em 02 de janeiro de 1935, em Roma. Em 1961, foi pianista de jazz, depois fez parte como cantor no grupo vocal 2 + 2 Di Nora Orlandi, em seguida, ele dedicou-se totalmente como arranjador.

Em 1964 obteve um grande sucesso com o arranjoda música “Il Silenzio” para o trompetista Nini Rosso que ficou conhecido mundialmente e de muito sucesso no Brasil.
Em 1965 escreve com Giosi Capuano “Lei Dice” interpretada por Mario Zelinotti. Entre os anos de 1967 e 1977 foi autor de trilhas sonoras em uma dúzia de filmes, na sua maioria foram dirigidos pelo diretor Bruno Corbucci.

Conseguiu aqui em “All´ Ombra di una Colt” uma grande parceria com Nico Fidendo concretizando uma das melhores no estilo podendo ser comparada por especialistas à Ennio Morricone. Ódio por ódio “Odio per odio” de 1967 e “Agora eles o Chamam Sacramento” I bandoleros della dodicesima ora de 1972 foram outros Espagehtti Westerns em que o maestro compôs boas trilhas sonoras.

Ele também é autor de músicas em Marinai in Coperta (1967), Vacanze Sulla costa Smeralda (1968), Peggio per me... Meglio per te (1967) e “Perchè Si Uccidono” do único filme de Mauro Macario de 1976.

4 comentários:

  1. Belíssima versão à Italiana com meu cantor predileto Nico Fidenco. Quando vi pela primeira vez:"A SOMBRA DE UM REVÓLVER,com Stephen Forsyth,nos anos 70, me apaixonei platonicamente pelo canções,temas e, además baladas de filmes de Western italianos. Único detalhe, é que minha canção predileta (The Night and the Oblivion),cantada por Nico Fidenco, é simplesmente uma versão comercial - para o filme de espionagem:"O Ópio Também é Uma Flor", com Yul Brynner, e com arranjos de Bruno Nicolai. mas, não deixa de ser uma balada romântica de um grande especialista em temas do Oeste. Seu tema "Johnny Guitar" (versão) também é uma delícia. Obrigado Edélzio, por esta página de saudades mil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro a versão de Johnny Guitar de Fidenco. É diferente e especial. Sabia que seu comentário estaria nesta postagem. Obrigado amigão!

      Excluir
  2. Bonita a música, E. Sanches. Mas não é esta que toca na abertura do filme, aliás não me lembro desta canção no filme. A única música cantada é a que toca na abertura. Pelo menos na versão com áudio em inglês é assim.
    Valeu pela dica ;-)

    ResponderExcluir
  3. Dependendo da versão lançada em cada país, vários filmes receberam formatos diferentes em virtude de suas dublagens. As Trilhas sonoras por sua vez traziam várias músicas vocalizadas [bonus] que em muitos casos não aparecem nos filmes.

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: