Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

08 junho 2015

A Morte de Pierre Brice - Especial Brasil

Morre em Paris, aos 86 anos, o ator francês Pierre Brice.
"Pierre Louis Baron de Bris"
Ator que fascinou fãs alemães de faroeste no papel do índio Apache Winnetou que protagonizou  histórias baseadas em livros de aventura do escritor alemão Karl May.

Morreu neste sábado (06 de Junho 2015) numa clínica perto de Paris, aos 86 anos, o ator francês Pierre Brice, um dos favoritos do público alemão na década de 1960.
No Festival de Cinema de Berlim de 1962, ele foi recrutado para encarnar o cacique Apache Winnetou para a filmagem de um Western Europeu “O tesouro do lago de prata”, obra do prolífico escritor alemão Karl May, morto em 1912.

O filme feito para a TV foi um sucesso entre o público de língua alemã, com 10 milhões de telespectadores e foi uma surpresa para Brice, que inicialmente estava cético, já que no roteiro que recebeu, ele só tinha poucas falas.

Pierre Brice fez 11 filmes como Winnetou, até o fim da série homônima que terminara em 1968. Brice se tornou uma figura "Cult" na Alemanha, na Áustria e na antiga Tchecoslováquia e hoje pelo mundo inteiro principalmente aos fãs do Espaghetti Western que o admiram pelo papel desempenhado com um índio sábio e batalhador pela paz e a justiça entre todos.

Pierre Brice nasceu em 6 de Fevereiro de 1929 em Brest, Finistère, França. Depois de se alistar como voluntário para o exército francês e lutado na Indochina e na Argélia até 1951, antes  de se dedicar à profissão de ator em Paris.

Ele participou de aulas de interpretação e teve um primeiro pequeno papel no filme Ítalo-Francês “Fúria de Conflitos” do dirtetor John Berry em 1955.

Em 1962, o produtor alemão Horst Wendlandt procurou um ator que deveria desempenhar o chefe nativo americano Apache, Winnetou em um Western Europeu  adaptado do romance de Karl May e conheceu Brice no Festival de Berlim no mesmo ano.

Ele conseguiu o papel e retratou "Winnetou" com o seu co-estrela Lex Barker como "Old Shatterhand". Estas produções de muito sucesso fizeram dele um astro em seu papel  e pricipalmente na Alemanha, ganhando vários prêmios, como Otto Golden da revista adolescente "Bravo" [Um tipo de Oscar alemão].

 Apesar de aparecer em inúmeros outros filmes e programas de TV, ele será sempre lembrado e imortalizado como "Winnetou", a quem ele também interpretou no “Teatro Bad Segeberg” ao ar livre.

Tal como o seu co-estrela e bom amigo Lex Barker, ele começou uma carreira de cantor e lançou vários titulos mas como a maioria das músicas eram em alemão, o que ele não entendia naquela época, ele tinha que cantá-las foneticamente e não deu sequência, se interessando mesmo em atuar.
Descendente de antiga nobreza francesa, recebeu a Cruz de Mérito da Alemanha, “Primeira Classe, como um dos franceses mais populares na Alemanha” em 1992.

Era tio da atriz americana Kristina Klebe e segundo a Rede de Televisão Alemã (ZDF) renderam-lhe homenagem ao Apache em uma nova produção televisiva em setembro de 1996 na Espanha.

Mais um grande mito que parte desta vida para brilhar nas estrelas das “Pradarias Celestes”.
Esta é mais uma singela homenagem a mais este grande astro que proporcionou grandes e inesquecíveis emoções nas telas de cinema.

Um dos mais belos temas para um Western Europeu foi o “Winnetou Melody”  criado por Martin Böttcher [Winnetou II Teil] e que você pode ouvir neste vídeo:



3 comentários:

  1. RIP Pierre '' Winnetou'' seu legado não será esquecido em honra aos Apaches !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Samirfloyd, foi um dos que defendeu a honra desta raça em extinção nas mãos de grandes diretores..

      Excluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: