Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles/Legendas.

23 abril 2019

Cassidy Red (2017) [Subtitle/Legenda ptbr.str.] Exclusiva Especial Brasil


Cassidy Red
Produção: 2017
Direção: Matt Knudsen
Escrito: Matt Knudsen
Duração: 91 minutos
Música: Andrew Carroll
Fotografia: Julia Swain
Produção: Scorpion Stomper Productions
Edição: John Lange
Produção de Design: Lauren Ivy
Direção de arte: Jim McCambridge
Locações: Tucson, Arizona, Santa Clarita, California e Sonora Desert


Abby Eiland - Joe Cassidy
David Thomas Jenkins - Tom Hayes
Jason Grasl - Jakob Yazzie
Jessy Knudsen - Quinn
Gregory Zaragoza - Cricket
Rick Cramer - Cort Cassidy
Lola Kelly - Rowena
Alyssa Elle Steinacker - Jovem Joe
Hudson Borthwick - Jovem Tom
Lindsey-Anne Campbell - Jovem Rowena
Lyle Kanouse - Hank Hayes
Bryan Harnden - Ajudante Sootie
Peter Fuller - Kearny
Mercedes LeAnza - Harley O'Houlihan
Ann Marie Pace - Annie
Morgan Smith - Belle
Veronica Conran - Star
Alicia Herder - Willa
Austin Buchanan - Ajudante Boggs
Jesse Pickering   - Ajudante Slim
Ty Anaya - Ajudante Lefty
Cass Anaya - Ajudante Horace
Joshua Marrufo - Ajudante Chick
Timothy Law - Chefe do saloon
Eddie Perez - Cowboy no bar
Danny K. Ray - Chefe no saloon


Um pianista conta a uma prostituta a história de Cassidy Red (Abby Eiland), uma mulher que volta para casa em busca de vingança contra um corrupto homem da lei (David Thomas Jenkins) que ela acredita ter matado seu homem (Jason Grasl). No final do século XIX.

O filme alterna-se entre o pianista contando a história e os flash-backs do personagem-título, Cassidy Red. Os atores escolhidos pelo diretor Matt Knudsen, Abigail Eiland, David Thomas Jenkins e Jason Grasl fazem parte de um fervoroso triângulo amoroso.

Como alternativa a um gênero masculino, o diretor deste "Western", conta com uma protagonista feminina e muitas mulheres talentosas nos bastidores, mas fica aquém dos esperados conflitos de personagens e sequências de ação. No entanto existem fãs suficientes que adorarão ver Cassidy Red em ação.


Cassidy Red abre com alguns bons créditos de animação bem ao estilo Espaghetti Western dos que provavelmente são gerados por computador, mas tem um belo visual desenhados manualmente.
Muitos elementos são decentemente feitos a partir do visual do filme como: locais e música mas pouco realmente se destaca.

Não muito depois do México ter cedido grandes extensões te terra no Sudoeste e o Arizona se tornar um território dos EUA, os colonos estabeleceram o posto avançado de Ruby, um território usado como base de um centro de mineração de ouro e prata.


À medida que a cidade se instalou, surgiram empresas auxiliares, incluindo os salões e bordéis exigidos, juntamente com todos os tipos de marginais e criminosos que freqüentavam esses estabelecimentos.

Josephine Dassidy, com seus cabelos vermelhos “Joe” Cassidy (Abigail Eiland) surge como uma conseqüência desse desenvolvimento cultural duvidoso na década de 1850, a filha ilegítima de uma dona de saloon e de um caçador de recompensas.

A mãe de Joe a criara naquela casa de má reputação, mas quando ela fica preocupada em expô-la aos clientes, ela envia Joe para o rancho de seu pai, Cort (Rick Cramer), onde ela aprende as habilidades essenciais de palavrões e manuseio de armas de fogo.

A utilidade desses talentos em particular não fica clara até anos depois, quando Joe embarca em uma missão vingativa para salvar o amor de sua vida da forca.


Joe vive entre um triângulo amoroso competitivo com seus dois jovens vizinhos do sexo masculino. Tom (David Thomas Jenkins) é o filho arrogante do fazendeiro mais rico da cidade, regendo seu status sobre Jakob (Jason Grasl), seu irmão adotivo Apache.

Embora ambos estejam apaixonados por Joe, Tom a perde para Jakob depois que ela rejeita sua possessividade obsessiva, assim como sua oferta de casamento. Mesmo depois que ele se torna o xerife da cidade, ele parece não conseguir reconquistá-la, então ele tenta a próxima melhor coisa: eliminar Jakob e encarcerá-lo por acusações forjadas de assassinato.

Agora, para recuperá-lo, Joe vai precisar de toda a sua inteligência, bem como as habilidades de luta armada, para derrotar Tom e seus capangas ameaçadores.


Com uma contagem de corpo muito menor do que a maioria dos faroestes, o recurso de Knudsen depende principalmente da dinâmica de relacionamento para aumentar as apostas. Com um elenco tão pequeno, no entanto, é difícil construir muita tensão, principalmente quando os três personagens principais aparecem juntos em um número limitado de cenas.

As guitarras modernas em sua música às vez não se encaixam bem na respectiva cena. O maior problema é que o filme mostra a você que Cassidy Red e seu homem são os mocinhos e que o homem da lei é o cara mau quando isso é realmente discutível.

Teria sido muito mais eficaz se o público escolhesse um lado. Sempre que algo ruim acontece com ela, há poucas razões para se importar. Se você gosta de westerns este filme de baixo orçamento talvez valha a pena conferir, caso contrário, é certamente assistível, mas existem centenas de westerns e esse talvez não esteja entre os melhores.


Knudsen preenche a cada minuto a história de rivalidade entre o trio levando todos a um desfecho cehio de ação e excelentes tiroteios nas ruas de Ruby.
A diretora de fotografia Julia Swain consegue uma ambientação com as cenas poeirentas com um de luz dourada que enfatiza o bem aqueles tempos. Os flashbacks da infância de Cassidy são os destaques, enquanto as versões para os adultos são um pouco fracas. Há alguns belos momentos na ação e no uso de armas. Ao assistir este western, pensei em tratar-se de uma história baseada em um espaghette “Belle Starr” mas percebi qua não era isso.


É uma história de amor simples com personagens simples. Ela é muito teimosa e valente mas não é uma heroína e sem quer justiça e vingança contra um homem que usa seu distintivo da lei par escravizar todos os cidadãos do local.

Um aboa diversão aos fãs de Western numa época em que a ficção científica e os efeitos especiais de computador voltam a predominar neste final de década.

Com a ajuda do meu amigo Silvio Pereira da Silva, consegui elaborar uma subtitle/Legenda exclusiva no idioma português do Brasil para esse filme e disponibilizá-la para download aqui neste espaço. O filme no entanto pode ser encontrado navegando-se por sites na Web.


Versão Inglês disponíel no Youtube

LEGENDAS PARA DOWNLOAD:

Links Disponíveis encontrados na Web:
https://sanet.st/cassidy-red-i5081304/#720p

2 comentários:

  1. Emanuel Neto25/04/2019 04:16

    Parece ser um filme interessante com uma protagonista atraente mas ao mesmo tempo implacável, como é habitual no género western.
    Diria eu que esta "Cassidy Red" é uma versão western de "Red Sonja", um filme de aventuras cuja protagonista é uma guerreira de cabelo ruivo (personagem criada por Robert E. Howard, o mesmo criador de "Conan").
    Assim que puder vou ver este filme.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por sua opinião e participação meu amigo.

      Excluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: