Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

04 janeiro 2018

A Morte de Ty Hardin [Especial Brasil]


Mais um dos meus heróis cowboys da infância que consegui um breve contato através facebook e veio a falecer em 03 de Agosto de 2017 em Huntington Beach, California, USA aos 87 anos de idade.
O ator Ty Hardin, conhecido por estrelar grandes faroestes e também conhecido como "Bronco Lane" da série de TV americana (1958-1962) que conquistou o coração de toda uma geração de mulheres americanas.

Um veterano e verdadeiro patriota que viria interpretar um papel marcante em "Os Mortos Caminham" (1962), um clássico da Segunda Guerra Mundial e reapareceria na série de TV australiana, Riptide, em 1969.

Nascido em Nova York em 01 de janeiro de 1930, foi criado no Texas e serviu no exército americano durante a Guerra da Coréia e logo após o seu serviço militar, inscreveu-se numa das melhores escolas de arte dramática texana, a A&M.
Terminado o curso, mudou-se para a Califórnia e sob o pseudônimo de Ty Hungeford estreou no cinema em 1958 com alguns filmes B de ficção científica.


Depois chegava à TV onde assumiu a série Cheyenne com Clint Walker e logo após a série Bronco, volta-se ao cinema e se dedica aos Espaghetti Westerns após alguns westerns americanos como em o herói "Custer do Oeste" de Robert Siodmak, e “O Círculo de Sangue” de Jim O'Connolly e de 1962 a 1966 trabalhou em cinco longas bem sucedidos.

Existem boatos em que Sergio Leone teria mantido um contado e interesse para Ty protagonizar "Por Um Punhado de Dólares" que seria futuramente a vaga de Clint Eastwood. Ele era loiro, alto, atlético, bom ator e assim como Clint tinha na época os requisitos básicos de galã para o Western Espaghetti.
A partir dos anos 70, passou a dedicar-se à luta livre.

Na Europa, ao lado dos atores americanos Henry Fonda, Telly Savalas, Robert Shaw, Pier Angeli e Robert Woods, atuou no grande Clássico de guerra "La Battaglia dei Giganti" (Battle of the Bulge) [1965] dirigido por Ken Annakin, rodado na Espanha.

O seu primeiro Western Espaghetti foi "Pistoleiro do Vale Maldito" (L'uomo Della Valle Maledetta) [1964] de Primo Zeglio e Siro Marcellini e em seguida deixou a barba crescer para atuar em outros Espaghettis.

Fez "Acquasanta Joe" de Mario Gariazzo com Lincoln Tate, "Um Homem Chamado Sacramento"  (Sei Jellato, Amico Hai Incontrato Sacramento) [1972] do diretor Giorgio Cristallini o qual sabe-se que teve uma boa discussão durante as filmagens.
Assim como "Vingança Até o Fim/Django Tag Der Abrechnung" (Quel Maledetto Giorno Della Resa dei Conti) [1971] de Sergio Garrone foram filmes onde o dinheiro nem sempre era recompensável para pagar suas contas.

"O Dia do Julgamento/Olho por olho Dente por Dente" (Il Giorno Del Giudizio) [1971] de Mario Gariazzo foi o que melhor rendeu.

Em "O Último Rebelde" (The Last Rebel) [1971] dirigido por Denis McCoy, filmado na Itália protagonizado por Joe Manath, um campeão do futebol americano, além de um elenco de peso com Joe Namath, Jack Elam e Woody Strode, não foi tão bem aceito pela crítica. 
O rock de Tony Ashton em parceria com Jon Lord do Deep Purple era a trilha sonora. Muito radical para o seguimento.

Após essa derradeira decepção, Ty Hardin, de volta à América, fica totalmente perturbado, torna-se um militante de direita e um lutador fanático da liberdade que resultou em fundar "Os Patriotas do Arizona", uma espécie de organização neonazista atacando judeus e católicos fanáticos em todo o Arizona.


Em 1986 acaba envolvendo-se com o FBI que põe fim às suas convicções, sua fundação e seus associados. Sua carreira como ator foi encerrada em 2011 onde atuou em filmes sem importância e após isso adquiriu a doença de Alzheimer. 

Teve oito esposas, incluindo uma Miss Universo de 1962, e vivia atualmente com Carolyn Pampu Hardin [foto] e teve sete filhos em seus casamentos.
Como todo ser humano não era perfeito, mas conquistou seu espaço no cinema e na TV por um longo tempo.

A última homenagem foi prestada no Memorial Huntington Terrace Clubhouse, Florida St. em Huntington Beach Califórnia em 11 de Agosto 2017. R.I.P. Ty Hardin


 https://ok.ru/video/26647071435
Versão áudio Inglês Disponível 

6 comentários:

  1. Olá Edelzio!

    Eu já sabia do falecimento de Ty Hardin em agosto do ano passado. Claro que não concordamos com suas convicções, mas fica o registro de um artista do gênero Western que nos legou grandes atuações, sobretudo como Bronco. Parabéns pela matéria e pela classe com que defendeu o já saudoso ator, pois como você mesmo disse, ninguém é perfeito.

    Abraços!

    Paulo Telles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em seu filme "Um Homem Chamado Sacramento" (Sei Jellato, Amico Hai Incontrato Sacramento) [1972] do diretor Giorgio Cristallini o qual sabe-se que teve uma boa discussão durante as filmagens com mencionado na matéria possui umas das melhores trilhas sonoras Espaghetti em meu Top 10 neste quesito.
      Valeu Paulo TEles

      Excluir
  2. Emanuel Neto05/01/2018 05:23

    "Il Giorno del Giudizio" vai ter direito a uma resenha no "Por um punhado de Euros" no ano 2018.
    Grande abraço, amigo Edelzio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um grande filme Emanuel Neto.
      Vamos aguardar.

      Excluir
  3. O Dia do Julgamento muito bom, ele tem como prova um brinquedo do seu filho assassinado. Quando para de girar ele mata a vítima. (Luiz Carvalho)

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: