Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

17 maio 2016

Sing, Cowboy, Sing! [Cante, Cowboy, Cante!] "Пей, каубой, пей" Especial Brasil


Cante, Cowboy, Cante! - Brasil
Пей, каубой, пей - Bulgária      
Zpívej, kovboji - Tchecoslovaquia
Preerian Elvis - Finlândia
A két rodeos - Hungria
Sing, Cowboy, Sing - USA
Пой, ковбой, пой  - Russo
Sing, Cowboy, synge - Noruega


Produção: Alemanha 12 Junho de 1981
Direção: Dean Reed      
Escrito: Dean Reed
Duração: 86 minutos
Música: Karel Svoboda                
Fotografia: Hans Heinrich           
Edição: Ruth Ebel           
Produção e Design: Marga Moldovan e Heinz Röske     
Direção de Arte: Jochen Hamann e Georgeta Salomon               
Co Produção: Deutsche Film (DEFA)
A canção "Thunder and Lightning" é executada pela dupla Dean Reed e Václav Neckář.
A canção tema do filme, “Susan (Today I Shall Come To)” e “You I love” na performance de Dean Reed e “Heigh Cowboy” na performance de  Václav Neckář.  

 
Dean Reed - Joe/Papá Joe
Václav Neckár - Beny/Benjamim
Kerstin Beyer - Susann
Violeta Andrei - Maria
Gertraud Last - Auguste Browne/Phyton
Iurie Darie - Sr. Dave Arnold
Stefan Diestelmann - Barman Cabeludo/Baterista
Helena Ruzicková - Xerife de Hidden Junction/Gorda
Jirí Ruzicka - Irmão da Xerife de Hidden Junction/Gordo
Siegfried Seibt - Xerife de Rose City/Chapéu Preto
Vlad Radesch (Vlad Radescu) - Xerife de Leadville/Duelo final com Joe
Cristian Sofron - Ned/ Garoto voluntário contra os bandidos
Elke Martens - Silvia
Mihai Mereuta - Prefeito de Hidden Junction (Liebenthal )
Theresia Wider - Joana/Empregada de Dave
Chunn Hsi Kao - Cozinheiro Chinês/Wang
E com Elena Sereda, Ion Dorutio, Dan Dobre, Miron Murea, Paton Price e Bodo Schmidt.


Mais um inédito no cinema e na TV brasileira que decidi assistir mais uma vez e abordar a história e as curiosidades por trás destaprodução de DEFA, dirigido por Dean Reed.


Joe e Benny são dois cowboys que vagam pelo Velho Oeste como um duo de cantores e apresentações circences e geralmente sempre sem dinheiro nos bolsos.
Joe é um cowboy talentoso e hábil de rodeo que deixa a menina Susann, uma espectadora de seu show fascinada e que sente o desejo de tê-lo como um pai.

Sua mãe Maria, no entanto, está prestes a se casar com o mal e rico fazendeiro corrupto e latifundiário, Dave Arnold.

Susann quer impedir o casamento, então ela foge de seu trem ao término do rodeio e esconde-se na carroça dos dois cowboys cantores viajando com eles e passa a chamar Joe de Papá “papai” Joe.

Joe tenta devolver a menina a sua mãe enviando um telegrama à cidade de Leadville que cai nas mãos erradas ou seja, do xerife local e parceiro de Dave Arnold.


Joe e Benny são persuadidos pela jovem para impedirem o casamento da mãe pois ela sabe que Dave deseja ficar com toda a herança da família após o casamento. Dave Arnold os anuncia como seqüestradores da jovem oferencendo um premio por eles, vivos ou mortos, obrigando-os a fugirem continuamente como bandidos pelo oeste.

 Presos pelo xerife e escapando da prisão em Rose City, eles se abrigam na cidade de Hidden Junction “Liebenthal ” e unem-se a famílias de agricultores que também estão sendo forçados a venderem as suas terras à Dave Arnold tendo em vista que ele deseja capitalizar um ferrovia que ele sabe que passará em breve pela região. A direção e o roteiro do próprio Dean Reed também lembra uma mistura do americano “Cat Ballou” (1965) de Elliot Silversteins e “Era uma vez no Oeste” (1968) de Leone.


Com a ajuda da lider local (Gertraud Last) , Phyton e Silvia (a cantora alemã Elke Martens), a qual Beny se apaixona, juntos eles contra-atacam Dave e Susann consegue o seu objetivo final que era a união de sua mãe e o artista cantor Joe.

Escrito por DEFA Film Library com muita ação, comedia, romance e música agradável e com áudio original alemão, mas existem versões com áudio em Búlgaro, Tcheco e Russo. O filme usa um elenco internacional, incluindo tchecos, romenos, e até o velho professor de atuação e diretor de TV de Dean Reed, o ator “Paton Price”.


Percebe-se que este Western teve como objetivo atingir um público infantil, produzido totlamente na Alemanha e é um filme muito longe daqueles massacres indigenas habituais europeus. Algumas cenas mostrando alguns belos seios femininos não causam constrangimento algum por ser um filme dirigido à crianças.

Poucos momentos de violência e com cenas cômicas, assim como nos filmes de Trinity, não se vê ninguém morrendo com os tiros disparados. Há um enorme tiroteio no final, mas ninguém sofre nada além de alguns ferimentos nas mãos dos bandidos e a ação sempre dá uma pausa para as canções de Joe e Beny que acaba quebrando o seu contra baixo em uma briga por toda cidade que passam.


Há algum conteúdo político aqui, mas muito pouco. O bandido é, naturalmente, um americano rico que pretende o controle da pequena cidade de Liebenthal, literalmente, "Love Valley",fundada por alemães.

É reconhecidamente por muitos como sendo um musical e tem uma história bastante leve e as atuações no geral são mesmo em tom de humor em que mostra uma criança aparentemente insuportável ajudando os protagonistas a resolverem todos os seus problemas. Cada personagem deixa a sua marca e são fáceis de serem identificados pelas crianças.


A qualidade de produção é impecável e espetacular em qualquer sentido.

Cenários e adereços são principalmente destacados na tela apesar de uma história fraca contém muitas cenas deslumbrantes como a fuga da prisão em que Joe fica entalado entre as grades;

A gincana dos porcos no chiqueiro; A clássica luta no saloon; Um jogo de bilhar sobre os cavalos dentro do saloon; o cardápio do jantar chinês; As cobras no quarto do hotel.


Dean Reed mostra também o seu talento em motaria, malabarismo e acrobacias perigosas sem precisar de dublê para suas cenas.

Um jovem no áuge de sua forma física que também aprendeu algo com gianfranco Parolini em Sabata Adiós (1970), como um belo duelo final e alguns truques de câmeras com o filme acelerado e a câmera lenta.


Dean Reed foi aparentemente uma grande estrela na Alemanha e de muito sucesso também na Rússia em seu tempo e ele realizou muitas músicas de sucesso; algumas delas eram tão cativantes que ganhou o titulo finlandês de Preerian Elvis, "Elvis da Pradaria". Conhecido por estrelar Westerns Espaghettis como: Deus os Cria, Eu os Mato, “Dio li Crea... Io li Ammazzo!” de 1968, Karatê, Murros e Feijões, “Storia di Karatè, Pugni e Fagioli” de 1973 e Sabata Adeus, “Adiós Sabata de 1970 entre outros, foi em "Kit & Co" em 1974 o seu último filme de cowboy realizado pela DEFA antes da sua morte.


As canções deste filme são todas em áudio Inglês mas algumas delas ele regravou em búlgaro e alemão. Para quem está acostumado com o Western Espaghetti, este aqui não vai haver nenhum problema em assistí-lo porque as canções geralmente não são legendadas.

 A música do filme é de Karel Svoboda, um compositor tcheco melhor conhecido por seu trabalho em filmes infantis.


Svoboda começou estudando para ser dentista, mas o seu amor sempre foi a música. Em 1963. Svoboda cometeu suicídio no jardim de sua casa em Jevany.

Uma bela trilha sonora encaixada com carinho ao filme são executadas pela dupla de artistas Dean Reed (Joe) e pelo ator e cantor tcheco Václav Neckár (Beny) e que o leitor poderá conhecê-las aqui com exclusividade.



 Versão com áudio Russo de ótima qualidade postado recentemente no youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: