Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

17 fevereiro 2016

Duell vor Sonnenuntergang [Killer Kid Morto ou Vivo] Especial Brasil

Killer Kid Morto ou Vivo - Brasil
Blaue Augen, Schneller Colt - Austria
Duell vor Sonnenuntergang - Austria
De kalder mig Killer Kid - Trinitys ligemand - Dinamarca
Killer Kid - Lännen kapinallinen - Finlândia
Killer Kid - Hungria
Sparate a Vista su Killer Kid - Itália
 Chamaram-lhe Killer Kid - Portugal
Killer Kid - Suécia Duel at Sundown - USA
Blaue Augen, schneller Colt - Alemanha
Killer Kid: Shoot on Sight - World-Wide - Título Inglês


Direção: Leopold Lahola
Escrito: Anya Corvin e Leopold Lahola
Música: Zvi Borodo
Duração: 96 minutos
Fotografia: Janez Kalisnik
Edição: Wolfgang Wehrum
Áudio original alemão
Produção: Alemanha, Iugoslávia Croácia e Itália em 17 de Setembro de 1965
Locações: Grobnicko Polje, Croácia
Co Produção: Corona Filmproduktion, Duca Cia. Cinematografica e Eichberg-Film




Peter van Eyck - Don McGow/McDon
Carole Gray - Nancy Greenwood
Wolfgang Kieling - Punch
Terence Hill (Mario Girotti) - Larry McGow/Killer Kid/Angel Kid
Carl Lange - Reverendo
Walter Barnes - Velho McGow
Jan Hendriks - Lord
Todd Martin - Smoky Jim
Giacomo Rossi Stuart  - Quents
Demeter Bitenc - Mack/Fred
Kurt Heintel - Xerife
Klaus Dahlen - Baby Face/Atirador dentro da cabana
Slobodan Dimitrijevic - Rancheiro


Este é um Eurowestern muito raro e de pouca informação a que se tem respeito e por isso é mais um que decidi em fazer uma análise mais abrangente sobre as suas curiosidades e pecualiaridades, produzido por um elenco predominantemente alemão com presença de um elenco multinacional com a presença do Austriaco Kurt Heintel como xerife, o Esloveno Demeter Bitenc e o Iugoslavo Slobodan Dimitrijevic.

É sobre um velho fazendeiro pecuarista McDow (Walter Barnes) ["Brockston" (La Resa Dei Cont - 1966) O Dia da Desforra - Brasil] que designa seus dois filhos e mais um vaqueiro experiente "Quents" (Giacomo Rossi Stuart) para transportarem mil cabeças de gado para serem vendidas numa feira pecuarista em outra cidade em um trajeto muito perigoso.

O filho mais jovem "Larry McDow" que sofre muito porque ele ainda é visto por seu pai e pelo seu irmão mais velho "Don MacDow" (Peter van Eyck) ainda como um "garotinho". Em meio a desavenças com o irmão e com o pai ele acredita que é um homem de verdade e quer provar isso também.

Ele vê a sua chance para provar quando o rebanho bovino da família tem que ser conduzido nessa viagem e o que mais os preocupa são os bandidos da região. No momento em que preparam a viagem, o pai interrompe o comando que seria lhe dado e passa para o seu irmão mais velho Don, como faz de costume.


Larry deverá acompanhar e liderar a caminhada apenas na parte dentro de seu território, até o "Passo do Urso". Relutante, Larry obedece ao pai e parte com Quents levando a manada até o "Passo do Urso" onde encontra com o irmão mais velho que assumirá o comando para a parte mais perigosa da viagem.

Don deixa momentaneamente a caminhada durante um tempo de descanso em uma clareira conhecida com "Big Pakit" e segue à caminho do Forge Clark, a poucos quilômetros dalí para anunciar antecipadamente a passagem do rebanho pelo Forte Clark, um posto avançado do Exército.


Enquanto que no acampamento, Larry quer continuar a conduzir o gado sozinho à força, mas o vaqueiro "Quents", também se nega em obedecê-lo e mantém a ordem de Don para aguardarem o seu retorno ao acampamento. Ao retornar do Forte Clark ao acampamento, Don não encontra mais nada. Nem o rebanho e nem vestígios dos vaqueiros, o seu irmão Larry. Apenas o cadáver de Quents.

Don começa então sua busca para encontrar Larry e saber do paradeiro do seu rebanho de mil cabeças. Ele teme que os assassinos possam ter matado além de Quents, os demais vaqueiros e seu irmão Larry.

Em sua investigação, ele recebe apoio da namorada de Larry "Nancy Greenwood" e um ladrão chamado Punch o qual o conhecera num saloon em um duelo com um bandido conhecido com “Mack”, ex amigo de Puch. Don, Nancy e Punch, juntos acabam descobrindo que o bandido envolvido no roubo pode ser “Killer Kid” ou "Angel Kid" como também é conhecido entre os compradores do gado roubado.

Don começa a atrair os vilões cada vez mais perto de si devido a sua persistência em continuar tentando desvendar o caso e tudo finalmente será esclarecido em um duelo final em que para sua surpresa, o seu adversário Kid, é justamente o seu irmão mais novo, Larry. Um bandido líder de gangue especializada em roubo de gado e temível em toda a região.


Surpreso, Don, agora enfrenta seu próprio irmão que em tão pouco tempo, agora transformado e transtornado pela busca de respeito e reconhecimento também no crime é agora conhecido temivelmente como "Killer Kid".

Impossibilitado de matar seu próprio irmão no duelo, Don não atira nele, mas Larry é alvejado pelo próprio pai para salvar Don, seu filho mais velho. É até mencionada a história de Abel e Caim pelo xerife da cidade que não tem muito interesse em se meter na briga da família, não tenta solucionar o roubo de gado e nem evitar o duelo que fora suplicado pelo pai dos dois irmãos.

O xerife covardemente nunca fez muito pela cidade que vivia ameaçada anteriormente por outro grande vilão, Smoky Jim, o ator americano (Todd Martin) que é vencido em uma boa cena de duelo dentro da igreja com o padre tentando evitar.


Terence Hill ainda muito jovem, não era conhecido do público. Aqui ainda foi creditado com o seu nome verdadeiro italiano de batismo "Mario Girotti" mas sua primeira aparição em um western foi em 1964 na série alemã "Winnetou" [Winnetou - 2. Teil] como “Tenente Robert Merril”.

Também fez aqui um papel diferenciado de todos os que faria no futuro. Um bandido frio, vingativo, lider de uma poderosa gangue de conspiradores envolvendo muitas pessoas da cidade em roubo e adulteração de gado através de marcas de ferro.


Ele aparece apenas nos primeiros dez minutos iniciais mostrando um pouco da personalidade de seu personagem, dando tiros dentro de casa e desaparecendo de cena após o roubo do gado voltando a reaparecer nos dez minutos finais do filme, mas com presença envolvente e decisiva na história para o desfecho.

O filme é totalmente centrado na investigação de Don por respostas em localizar seu rebanho e seus vaqueiros, se envolvendo em muitas encrencas durante esta jornada acompanhado da jovem Nancy.

Uma delas é a de serem deixados abandonados no deserto por vaqueiros do Forte Clark após eles enforcarem seu amigo Punch com sob a acusação de, ladrão de cavalos.


São salvos de morrerem de sede coma água que é cedida por um soldado desertor perdido no meio do deserto. Terence Hill foi dublado pela primeira vez aqui por Thomas Dannenberg, que mais tarde se tornaria a sua voz alemã padronizada para todos os seus filmes nas versões alemãs.

Uma produção caprichada do diretor Austríaco-Hungaro [hoje república Eslováquia] Arieh Leopoldovi Lahdovi que morreria em 1968, três anos após esta realização em 12 de junho de 1968 aos 50 anos de idade. Foi seu único Western e provou que poderia ter feitos outros bons trabalhos.

Seus movimentos de câmeras em algumas situações [Duelo no saloon] eram bem interessantes no momento da ação com revólveres. Acredito que a trilha sonora ficou devendo para esse bom filme mas o Western Espaghetti ainda estava nascendo e essa produção era feita em um outro inusitado local da Europa com outras características de se conceber Western e as suas canções clássicas viriam no mesmo ano com Morricone.


Parte das locações também foram realizadas nas pradarias da Croácia, em "Grobnicko Polje" onde se produziram também muitos episódios da série "Winnetou". Filme exibido somente nos cinemas do Brasil e inédito na TV brasileira. Aqui no Brasil só é possível encontrá-lo na versão alemã, legendado em português.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: