Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

02 julho 2015

Morre em Roma Sergio Sollima, o pai de “Cochillo Sanchez” e "Sandokhan". Especial Brasil

Morre em Roma aos 94 anos, Sergio Sollima (17 de abril de 1921 a 01 de julho de 2015) era um roteirista e ex-diretor de do cinema italiano e pai de Stefano Sollima.
O funeral será realizado sexta-feira (03 de Julho de 2015) das 10 a 13 horas, na Casa de Cinema do Grande Marcello Mastroianni em Roma.

Sergio Sollima nasceu em Roma, se formou a partir do Centro Experimental de Cinematografia, e inicialmente trabalhou como crítico de cinema, mas a sua estreia oficial foi nos anos cinquenta como um dramaturgo. Sua comédia “Homem e Arma”, mostrado em 1948, dirigida por Luigi Squarzina foi o que o despontou para o futuro.

Como muitos diretores cult italiano, Sollima começou sua carreira como roteirista em 1950 e escreveu muitos filmes Peplum [Sandalha e espada] na década de 1960. Ele fez sua estreia na direção fazendo uma das quatro sequências do antológico filme “Of Wayward Love”.

Sollima filmou três Eurospy [Euro Espiões] e em seguida, voltou-se na tentativa de fazer o Espaghetti Western. “The Big Gundown” [O Dia da Desforra – Brasil], (estrelado por Lee Van Cleef e Tomas Milian) foi lançado em 1966 com grande sucesso, apesar do fato de que teve que competir com Sergio Leone de
“ The Good, The Bad and The Ugly” [O Bom, o Mau e o Feio - Brasil] e “Django” de Sergio Corbucci.


Sollima logo após filmou mais dois sensacionais e históricos Westerns. “Faccia a Faccia” [Quando os Brutos se Defrontam - Brasil], (com Tomas Milian e Gian Maria Volonté) foi lançado em 1967 e "Run, Man, Run!" [Corre, Homem, Corre! - Brasil], (com Tomas Milian, Donald O´Brien e John Ireland e Chelo Alonso) em 1968.
Embora Sollima tenha dirigido apenas três Westerns e eles nunca tenham atingido o nível de popularidade como os dos outros Sergios (Leone e Corbucci), cada um deles é altamente considerado entre os entusiastas do gênero, clássicos e de estilo próprio.

Em 1970, Sollima troca novamente de gênero dirigindo Charles Bronson e Telly Savalas estreando com o filme “Violent City”, que foi um dos primeiros violentos e acelerados filmes de crime italiano, muitas vezes conhecidos como “Poliziotteschi”. Assim como para todos os seus Westerns, a trilha sonora foi fornecida por Ennio Morricone.
O último filme bem conhecido de Sollima é “Revolver” (1973), outro poliziotteschi estrelado por Oliver Reed e Fabio Testi.

Sollima dirigiu para a TV RAI, uma minissérie italiana famosa “Sandokan”, estrelado por Kabir Bedi, Adolfo Celi, Andrea Giordana, Philippe Leroy e Carol Andre e os seus seis episódios exibidos a partir de 6 de janeiro de 1976 foram memoráveis e antológicos.


Entre seus filmes mais famosos está “La Resa Dei Conti” [O Dia da Desforra] de 1967, em que ele criaria o personagem “Cochillo Sanchez” (O faca) Tomas Milian, um fugitivo mexicano, em que em sua história foram detectados referências aos conflitos do Terceiro Mundo de Che Guevara, Emiliano Zapatta e outros revolucionários Americanos, mas Sollima escolheu um  personagem “puro e ingênuo” para representar, no sentido de não integrado socialmente e, portanto, como tal, um portador adequado em questões de seu tempo, como a justiça social ou de rebelião às iniquidades do sistema político e social.
Este foi o primeiro filme de uma trilogia Western com Tomas Milian, seguido por “Faccia a Faccia” (1967) e “Corri, Uomo, Corri” (1968).
Descanse em paz “Sergio Sollima, o pai de Cochillo Sanchez e Sandokan”.


Vídeo Tributo Sergio Sollima

4 comentários:

  1. Meus filmes predileto dele são O Dia da Desforra e O Grande Duelo. valeu Sr. Sergio Sollima descanse em paz.

    Luiz Carvalho

    ResponderExcluir
  2. "O Dia da Desforra", com Tomas Milian e Lee Van Cleef, é o meu predileto - sou apaixonado com este filme, que infelizmente ainda não saiu no Brasil. Apenas a sequência, "Corre Homem...Corre", com Tomas Milian e Donald O'Brien, é que foi lançado, recentemente. Sandokan,o Tigre da Malásia",com Kabir Bedi (na foto acima), saiu em VHS - é excelente. A série foi exibida pela TV Bandeirantes nos anos 70, e tem uma deliciosa trilha sonora dos Irmãos Guido & Maurizio de Angeliis.

    ResponderExcluir
  3. Importantes informações de sua pesquisa amigo Marcos.
    Grato!

    ResponderExcluir
  4. Não fiz nenhum comentário ao tempo da notícia através desse blog do falecimento desse grande esteta do cinema italiano. "O dia da desforra é muito bom", considerado uma obra prima por muitos críticos e um dos dez melhores na maioria das listas de westerns italianos. os outros dois também são muito bons. Mas esse primeiro é o melhor. Só uma correção no comentário do caro Luiz Carvalho: Sollima não dirigiu "O grande duelo". o diretor deste foi o diretor Gianfranco Santi em 1972. E Também é Lee Van Cleef o ator principal.

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: