Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

24 março 2015

A Morte de Gregory Walcott - Especial Brasil

Gregory Walcott, um ator admirado que apareceu em filmes memoráveis como  “Mister Roberts”, “The Eiger Sanction”, “Norma Rae” e “Plan 9 From Outer Space”,  morreu aos 87 anos de idade.

Walcott, que atuou como piloto para Jeff Trent em “Plan 9”, considerado um dos piores filmes já feitos, morreu sexta-feira 20 de março de 2015 de causas naturais onde morou por longo tempo, em sua casa em Canoga Park, Los Angeles.
A confirmação veio através de seu filho, marionetista no filme “MIB” “Homens de Preto”, Todd Mattox, para o Hollywood Repórter.

Em uma entrevista de 1998 à revista Filmax Dwayne Epstein, Walcott lembrou ao ser perguntado por um amigo, produtor incipiente, J. Edwards Reynolds, se estrelaria em um filme sci-fi com Bela Lugosi. "Mas Ed, Bela Lugosi está morto", observou ele.

“Plan 9” se tornou um clássico do Cult, mas Walcott há anos não queria ter nada a ver com isso.
“Eu tinha feito tantos grandes filmes e trabalhei com tantos grandes diretores que eu não queria ser identificado como uma peça de última categoria, disse ele”.
Em seu último papel na tela, no entanto, Walcott apareceu em um camafeu como um apoiador do filme em potencial (muito parecido com Reynolds), de Tim Burton em 1994.


De corpulento e calçando 44, Walcott também desempenhou um patrulheiro em Mister Roberts (1955), em um romance de Claudette Colbert em “Texas Lady” (1955), retratou instruções impiedosas em “Battle Cry” (1955) e “Delbert Mann’s The Outsider” (1960) e foi com Gene Hackman, o seu psicótico irmão em “Prime Cut” (1972).

De Martin Ritt “Norma Rae” (1978), ele atuou como o chefe de polícia, que maltrata  a personagem de Sally Field durante a famosa cena de protesto no filme.
Walcott também foi o favorito de Clint Eastwood, que trabalhou com o diretor-ator na CBS "Rawhide” [Couro Crú] em  “Joe Kidd” (1971), “Thunderbolt and Lightfoot” (1973), “The Eiger Sanction” (1975) e “Every Which Way But Loose” (1978).

Em seu único Espaghetti Western [..E Agora Me Chamam 'O Magnífico'], esteve ao lado de atores como Terence Hill, Harry Carey Jr., Dominic Barto, a bela atriz loira Yanti Somer [Kirsti Somer] em um belo desempenho e bem humorado personagem nas mãos de Enzo Barboni “Bull Schimidt”, um grandalhão canastrão.

Terence Hill é “Sir Thomas Fitzpatrick Phillip Moore” um “gentleman” recém chegado da Inglaterra bem instruído em Londres, e que segundo as últimas palavras antes da morte por seu pai, ele deveria viajar para o oeste americano, no Arizona para ser educado por seu colega de tempos quando adolescentes, para que eles os ensinasse a ser um verdadeiro cowboy, mas ele não sabia que seu pai falecido era envolvido com criminosos e bandidos.


Ao chegar e conhecer os amigos de seu pai, começa então a receber as lições de como ser durão, bebendo, lutando, atirando até se tornar um homem de verdade.
É  em grande parte, uma comédia Western irregular, às vezes engraçado, às vezes não.

A ação não é notável, o ritmo muitas vezes lento e tedioso para um filme tão longo.
No entanto,  “Man Of The East” [E poi lo Chiamarono Il Magnifico] no geral, Barboni conseguiu com seu elenco alguns momentos bastante clássicos da comédia, ou seja, através de Terence Hill cavalgando em uma estranha bicicleta! A briga no saloon local merece outro destaque e a prova de que Terence Hill pode ser engraçado, mesmo sem Bud Spencer.

Gregory Walcott com toda a sua experiência em Hollywood, conseguiu sobressair-se em seu papel como o principal tutor do jovem Thomas Morre [Hill].
Pena o roteiro ter sido tão recheado de diálogos em excesso, o que não era costume de Enzo Barboni que dava prioridade às longas pancadarias.

Talvez a ausência de Bud Spencer aqui tenha lhe roubado um pouco de inspiração, mas nos garante bons momentos de diversão. Vale a pena conferir Gregory Walcott e relembrar.   

Ele também estrelou como “Detetive Roger Havilland” na série da NBC [1961-62 e 87] “Precinct”, baseado nos livros de Ed McBain, e destacou-se como sete personagens diferentes em sete episódios de Bonanza, apenas uma das dezenas de TV Westerns em que ele apareceu entre elas, Bat Masterson, Maverick , Laramie, Cheyenne, e outras.


Nascido em 13 de janeiro de 1928 em Wendell, Carolina do Norte, USA, seu nome de nascimento era Bernard Wasdon Mattox. 

Walcott foi criado em Wilson, New York, onde seu pai era vendedor de móveis.
Ele serviu no Exército dos EUA, estudou residente na Universidade de Furman, jogou futebol  e, em 1949, de carona com apenas 100 dólares no bolso, foi até Los Angeles, onde estudou teatro com Ben Bard.
A lenda do Western americano, Dale Evans apresentou-o a sua futura esposa, Barbara, em uma festa.
Walcott conseguiu um pequeno papel em “Red Skies of Montana” (1951), estrelado por Richard Widmark, e depois apareceu em “Battle Cry” de Raoul Walsh (1954), que lhe rendeu um contrato com a Warner Bros.

Walcott produziu e atuou como missionário médico em 1967 no filme “Bill Wallace na China” (1966) e teve papéis em outros filmes como “Badman’s Country” (1958), “On the Double” (1961), “Captain Newman, M.D.” (1963), “The Sugarland Express” de Steven Spielberg (1974) e “Midway” (1976). 

Em 2003, ele publicou um livro de memórias, Aventuras em Hollywood: “The Gregory Walcott Story”.
Além de Mattox, seu filho, Walcott deixou suas duas filhas, Jina, Pam e vários netos.


Filme em versão com áudio Italiano disponível no Youtube.

...E Agora Me Chamam 'O Magnífico' - Brasil
E poi lo chiamarono il magnifico - Itália
Man of the East - USA

Produção: Itália, França e Yuguslávia 28 de Setembro de 1972
Direção Enzo Barboni (E.B. Clucher)
Fotografia: Aldo Giordani
Escrito: Enzo Barboni (E.B. Clucher)

Terence Hill - Sir Thomas Fitzpatrick Phillip Moore


Gregory Walcott - Bull Schmidt
Yanti Somer - Candida Olsen
Dominic Barto - Monkey Smith
Harry Carey Jr. - Holy
Enzo Fiermonte - Frank Olsen
Danika La Loggia - Iris
Riccardo Pizzuti - Morton Clayton
Jean Louis - Prison Warden
Alessandro Sperli - Tim
Salvatore Borghese – Caçador de Recompensa
Steffen Zacharias - Pousada
Pupo De Luca - Diretor da prisão

Música: Gene Roman
Intérprete: Guido & Maurizio De Angelis  e Gene Roman


“Don´t Lose Control”

Land, soon you smile, love will be here.
Dreams left behind, now appear.
Live them well, there's no need to regret
And though at times you see things around
Tumblin' down, not knowin' the season,
For the reason.

Sure, if the breeze turn your mind
To one you knew, whose love's true, you don't choose it
Only losin' that all,
That you're losin' control.
It's no place you should go,
Don't lose control

Times, progress and nature will change,
Almost plan to rearrange.
Hearts remain the same and reflect
And just as minds searching for their pray,
Bringin' down and keep right on goin'.
Never  knowin'.

Well if you mind, you're being lost
All within the crowd
And all you hear is the laughter.
It's new these after that go, that you're losing control
It's no place you should go, don't lose control.

Dreams, left them well, don't ever regret.
Hearts remained the same and reflect.
Land, soon you smile, love will be here.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: