Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

03 abril 2014

Um Homem Chamado Sacramento [Sei Jellato Amico, Hai Incontrato Sacramento] Especial Brasil



Um Homem Chamado Sacramento - Brasil
Com a Morte no Olhar - Brasil
Sei Jellato Amico, Hai Incontrato Sacramento
You're Jinxed, Friend, You've Met Sacramento - USA

Produção: Itália/Espanha 13 de Abril de 1972
Direção: Giorgio Cristallini          
Musica Composta: Franco Micalizzi
Regência: Ginafranco Plenizio            
Harmônica: Franco De Gemini
Voz Solo: Edda Dell'orso
Coral 8+8 De Nora Orlandi
Cantores Modernos de Alessandroni
Música: “Jesus We Love You” – King e Micalizzi – Canta: David King "Annibale"
Música: “The Story of a Girl” – King E Micalizzi – Canta: Dana Ghia
Produção: Canadian International Film
Duração: 99 minutos
Fotografia: Fausto Rossi              
Edição: Amedeo Giomini            
Produtores: Luigi Sportelli e Ferdinando Poggi
Locações:  Almeria/Elios
Elios Estudios – Roma


Ty Hardin - Jack Thompson/Sacramento
Christian Hay - Jimmy/Jim Thompson
Jenny Atkins - Maggie Thompson  
Giacomo Rossi Stuart - Tom Murdock
Krista Nell - Evelyn
Stelvio Rosi (Stan Cooper) - Hike/Ike
Dana Ghia – Rosy/Rosie
Silvano Tranquilli – Banqueiro Doc/O'donnell
Giovanni Cianfriglia (Ken Wood) – Braço Direito De Murdock
Salvatore Furnari – Barman Anão
Pietro Torrisi – Kid Dynamite
Carla Mancini – Massagista de Hernandez
Ferdinando Poggi (Nando Poggi) - Xerife
Domenico Cianfriglia – Capanga de Murdock
Rocco Lerro – Capanga de Murdock – Tolby
Martina Orlop – Mulher do Mexicano Hernandez
Alessandro Perrella – Capanga de Murdock com barba
Clemente Ukmar – Capanga de Murdock – Chapéu branco
E com Roberto Fizz (Robert Fiz) e com Gianni Fanelli, Kathrin Asimus, Enrico Casadei, Raffaele Fanelli, Milla Johansson, Lucia Mancini, Renato Pietrini e Virgilio Pont.



Jack Thompson (Ty Hardin) é um fazendeiro respeitado também conhecido como Sacramento, vive com seus filhos Jim e Maggie e seu capataz e namorado de Maggie, Ike em sua fazenda. No entanto, além disso, é um bom pugilista amador, charmoso, canastrão e exibicionista que está sempre se metendo em encrencas e lutas de bares dando prejuízos a dona do saloon local, dando pouca atenção a sua fazenda.
Tom Murdock é o seu inimigo que perdeu muito dinheiro envolvendo apostas em lutas contra Sacramento em São Francisco e Dallas ha alguns anos atrás além de atrapalhar seus golpes sujos de roubos e jogos.


Na primeira tentativa de vingança, Murdock tenta armar uma cilada para Sacramento em uma pedreira e tem quase todo o seu bando dizimado por Sacramento que acaba sendo capturado e é salvo pelos filhos no momento de ser enforcado e Murdock consegue fugir. Em seguida, tentando mais uma vez sua vingança contra Sacramento, Murdock assalta o banco de O´Donnell, onde estavam depositadas todas as economias de Sacramento e não se contendo com isso além da confusão que arrumou na região e os preparativos para uma grande luta de boxe prestes a acontecer entre Sacramento e Dynamite, Murdock sequestra Maggie, a filha de Sacramento que pede um resgate de $ 20.000 dólares que alega ter sido parte de seus prejuízos causados por Sacramento.


Após receber a notícia de sequestro durante a luta de boxe, Sacramento planeja entrar de surpresa na fortaleza de Murdock para libertar a filha Maggie. Um velho Monastério muito bem guardado pelo bando de Murdock. Pede ao seu filho Jim, seu capataz Ike e o banqueiro da cidade O'Donnell (Silvano Tranquilli), para ficarem encarregados de arrecadarem o dinheiro do resgate e encontrá-lo no local designado por Murdock no Passo do Diabo. O que se segue é uma infinita batalha entre Sacramento e o bando de Murdock. São várias situações de Sacramento para eliminar os bandidos um a um até encontrar a filha.


Filme com ação, mas não tão vibrante dirigido por Giorgio Cristallini. A fotografia de Fausto Rossi e a trilha sonora composta por Franco Micalizzi realizada para este Western Espaghetti tem como atração, a luta de boxe na época do pioneirismo da América. Ty Hardin, um ator de destaque nos filmes B e série como em “Bronco” dos anos 70; Giacomo Rossi Stuart, e Stelvio Rosi (Stan Cooper) nos seus principais e adequados papéis .


A presença da bela austríaca Krista Nell neste filme com cabelos negros interpretando Evelyn, mestiça cigana que trabalha na fazenda e é a namorada do patrão Jim Thompson (Christian Hay), filho de Sacramento. Ela faz uma discreta cena de nudez com Christian Hay, mas que pouco pode se ver de seu corpo nu em um celeiro da fazenda.
Dana Ghia (Rosy) é a proprietária do saloon que promove curiosamente lutas noturnas no interior do saloon onde é montado o ringue com juiz oficial, apostas e tudo o que exigia-se de uma luta na época.
Jenny Arkins aqui em seu segundo e último Espaghetti Western.
O primeiro foi "Il giorno del giudizio” [O Dia do Julgamento – 1971 – Brasil] como a garota do circo.



Aqui ela é Maggie Thompson, filha de Sacramento que está muito bonita, hábil com chicote, e até doma cavalos selvagens provando ser fazendeira de verdade, mas com pouca expressão. Maggie na verdade é a mulher que tem a casa, a fazenda e o controle de tudo nas mãos.
Uma curiosidade divertida é ver o cavalo de Sacramento muito talentoso chamado de “Ringo” que demonstra muita inteligência e obediência a Sacramento bem parecido ao Jolly Jumper de Lucky Luke com Terence Hill.
E Ringo tem algum papel fundamental para o desfecho de algumas situações: Finge-se de morto e consegue até buscar ajuda para Sacramento quando está prestes a ser enforcado. Outra situação é quando entra na cidade conduzindo um barril de madeira em uma carroça como isca para os bandidos para que Sacramento consiga concluir seu plano e logo em outra sequencia, empurra sozinho outra carroça de fogos de artifício para dentro do saloon colocando os bandidos em pânico.


Um filme notoriamente perceptível realizado nos anos 70, pela influencia de um figurino extravagante e cabelos ainda pertencentes a uma era Hippie. Uma paisagem com um verde mais acentuado na vegetação típica da época e lugar das locações na Espanha.
A história é simples, meio confusa e não se guarda muita coisa dela.
Outras curiosidades que poderiam ser lembradas são: Um hino gospel louvando Jesus executado com trompete por um mexicano em meio a todos os aldeões chegando da lavoura para o descanso na fazenda, enquanto Krista Nell se entrega em uma dança muito estranha para o tema.


As lutas de boxe, as quais presenciamos no filme são duas: uma no deserto entre Jim e Ike sem luvas e outra no saloon entre Sacramento e Kid Dynamite (Pietro Torrisi), o campeão de Salt West. Elas poderiam ter sido melhores executadas. A primeira luta com os movimentos em Slow-motion definem muitas falhas de golpes que não atingem o seu objetivo e isso prejudica um pouco o resultado, apesar de os lutadores procurarem evitar o combate por se tratar de um capataz e seu patrão forçados a lutarem pelo dono da fazenda, Sacramento.

Com o elenco escalado para o filme e talvez um roteiro mais sólido, Sacramento poderia ter sido um Clássico inesquecível porque a trilha sonora e a direção garantem o seu trabalho, mas mesmo assim ainda é definitivamente acima do nível de outros europeus desta época.
Ironicamente o filme fez muito sucesso por que o Box e as lutas Marciais Asiáticas estavam em evidência no mundo e muitos produtores investiram nesse seguimento e tudo o que aparecia no cinema ligado ao assunto, fazia sucesso.


Giorgio Cristallini começou sua carreira no cinema nos anos 40. iniciou como assistente de direção de Goffredo Alessandrini. Nesta função, ele trabalhou até meados dos anos 60, mas atuou também em alguns filmes como o diretor principal responsável. Sua estreia como diretor foi em 1948 com o drama (Giudicatemi !) com Roldano Lupi no papel principal.
Juntamente com o diretor Ferdinando Baldi encenou em 1954, a comédia musical (Assi Alla Ribalta), do histórico com Ugo Tognazzi, Tino Taranto, Alfredo Rizzo e Carlo Croccolo, era um elenco soberbo . Seguindo como considerável e discreto diretor já nos anos 70, fez “I Quattro Pistoleri di Santa Trinità” com Peter Lee Lawrence, este “Sei Jellato Amico, Hai Incontrato Sacramento” (Eles o Chamam Sacramento) com Ty Hardin no papel principal.



Em ambos os filmes, respira-se claramente o ar dos anos 70 solidificando o seu estilo por influencia desta época e em ambos teve o privilégio de trabalhar com bons elencos.
O velho agitador Sacramento interpreta o barbudo e sempre bem-humorado ator americano Ty Hardin, que fez aqui o seu último, de um total de cinco participações nos Espaghetti Westerns.
Talvez o melhor dos cinco seja um dirigido por Mario Gariazzo “Il Giorno Del Giudizio”, menos confuso e muito bem em seu papel de divertido e brincalhão, também com atmosfera dos anos 70.
Em “Sei Jellato Amico, Hai Incontrato Sacramento” Hardin interpreta o fazendeiro, que mesmo com idade avançada, não consegue parar de fazer bobagens e se diverte usando seus punhos no ringue.


Hardin, que protagonizou o seu Espaghetti Western de estréia em 1964 em “L' Uomo Della Valle Maledetta” do diretor Primo Zeglio, não teve com o diretor Cristallini uma relação muito boa.

De acordo com seu assistente, Ferdinando Poggi, a opinião de Hardyn não era aceita pelo diretor e se conversavam e se comunicavam somente através de um intermediário.

Hardin também fundou em 70 um grupo racista e anti-semita chamado “Patriots Arizona”, trabalhou como, um pregador fundamentalista cristão e teve, portanto, problemas com o FBI. Provavelmente não foi uma agradável peregrinação em prol do “Senhor”.

Divorciou-se de Jenny Atkins depois de quase três anos de casamento, de 1971 a 1974. Ela aqui neste filme como sua filha "Maggie".  Uma das mais lindas atrizes da época. No entanto, Hardin pareceu-se muito bem humorado e confortável em fazer “Sacramento”. Divertido e gentil mas talvez já estivesse em uma provável crise conjugal com Jenny durante as filmagens.

Murdock é interpretado por Giacomo Rossi-Stuart , que teve outras participações no gênero e, provavelmente, teve seu melhor desempenho em “Deguejo” do diretor Giuseppe Vari. Em Deguejo, Giacomo Rossi-Stuart é filho de um agricultor que vinga seu pai e tem que enfrentar Dan Vadis .
Aqui, ele assume o papel do vilão que tenta emboscar e eliminar Sacramento por várias vezes, em vão. Entre os homens de seu bando encontramos Giovanni Cianfriglia (Ken Wood), outro rosto conhecido nos Espaghettis que interpreta o braço direito de Murdock.

Uma cena engraçada é quando Sacramento desafia Murdock para um duelo na rua somente entre os dois, de homem a homem sem envolver o resto do bando e Murdick não tem como não aceitar, e é obrigado a sair para o duelo mas consegue fugir do duelo dizendo: "Você é muito rápido Sacramento mas isso não quer dizer que eu perdi", obviamente, fazendo-nos rir.
Outro clichê que pode ter saído de um filme da trilogia de Sabata ou Sartana é a arma camuflada na cabeça de uma cobra no cabo da bengala do banqueiro que chega até a salvar a vida de Sacramento em uma briga no saloon provocada pelo próprio banqueiro.




Uma situação meio que confusa é a cena em que Sacramento vai a fronteira para pedir ajuda a um amigo, um bandido mercenário mexicano “Hernandez” para ajudá-lo a encontrar sua filha e para isso Sacramento deve fazer um favor ao mexicano conversando com o governador do México para que Hernanedez possa voltar ao México com um salvo conduto do governardor.
Hernandez diz estar cansado de matar xerifes e não conseguir nunca sair da miséria. Sacramento promete a ele tentar fazer isso, mas esta situação não é concretizada no filme.

Outra cena aparentemente sem finalidade alguma é o encontro de Sacramento a caminho da fazenda onde faz uma parada com seus cowboys em volta a uma fogueira na madrugada, cuidando de um gado que não existe e não se ouve um mugido de boi. Coisas de um roteiro que Cristallini poderia ter sido melhor aproveitado. Sacramento também força seu filho Jim a boxear contra Ike e o considera muito covarde, pois ele tem uma paixão artística em desenhar cavalos que para ele são mais valiosos do que mulheres.
O capataz é Stelvio Rossi, (Pochi Dollari per I McGregor - La Muerte Busca un Hombre) de José Luis Merino.



Silvano Tranquilli é Doc O'Donnell, um banqueiro que ainda tem contas pendentes com Sacramento envolvendo relação amorosa com a mesma mulher. Pietro Torrisi, musculoso ator de Pepluns, aqui
é  Kid Dynamite, lutador profissional que vem para um desafio de box contra Sacramento.


A luta parece não ter fim, mas é envolvente.
Salvatore Furnari é o anãozinho barman com presença discreta e já visto e inesquecível em outros Espaghettis como em “I Quattro Pistoleri di Santa Trinita” do próprio Cristallini.

Interpretou o barman e desta vez não ficou escondido porque instalaram um trilho por traz do balcão em que ele pudesse se deslizar sobre um dispositivo com rodas e ser visto durante uma cena em que serve cerveja ao banqueiro O´Donnell.
Muitas vezes não conseguimos entender perfeitamente o que o diretor pretendeu transmitir em algumas cenas, mas deixou um filme divertido e até gostoso de assistir.

Você fica esperando a próxima cena te surpreender com empolgação, mas ela não vem com intensidade. Isso talvez traga algumas frustrações a alguns fãs dos Espaghettis.

Tecnicamente, Cristallini dirigiu o filme com competência e obteve um bom resultado técnico, mas sem as estruturas que tornam o gênero muito mais interessante.


Mas há pelo menos duas belíssimas cenas de destaque:
O Rancho Thompson que lhe dá a sensação de que você estivesse realmente no México, o que não é verdade, e especialmente as grandes ruínas do Monastério, em que o desfecho final ocorre e é realmente um cenário grande e incomum.
Como já descrito, o filme é um desfile da moda dos anos 70, muita gente de barbas, bigodes, costeletas, roupas coloridas e uma trilha sonora recheada de muito jazz pop, composta por Franco Micalizzi.
Além da "música título" e empolgante, parece ter sido elaborada para Sacramento e Ringo, seu cavalo.
Temos uma Edda Dell´Orso executando “ Il Cielo Negli Occhi”, uma sublime canção vocal para o casal romântico Jim e Evelyn durante um encontro no celeiro [espionado por Sacramento pela fresta da madeira].


O Sincronismo da trilha sonora também está em ordem musical com a edição e isso enriquece o filme.
A trilha sonora original mesmo, só foi lançada em 2007 pela Digitmovies em um CD duplo incluindo também a trilha sonora de “I due volti dela Paura” também de Franco Micalizzi.
Assisti a uma versão de Sacramento dublada em português para TV brasileira exibida três vezes na TV Record na série “Bang Bang à Italiana”.
Foi em 27 de Julho de 1983, 30 de Maio de 1984 e pela última vez em 27 de Abril de 1988. Interessante é que nesta versão da TV havia um final diferente no filme. Havia um casamento triplo de Sacramento com Rosie, a dona do saloon, Jim com Maggie e Ike com Evelyn e hoje ainda não obtive informações da existência desta rara versão. Ainda estou procurando-a.


CD realizado usando um tape master estereofônico do original de 33 rpm preservado pela RCA em um álbum produzido por Luca di Silverio em 1972.

Criador da trilha Sonora de "Lo chiamavano Trinità", Franco Micalizzi, foi também o responsável desta maravilhosa trilha sonora que certamente ficaria bem em até mesmo qualquer filme de Sergio Leone.

Como músico, considero uma das 10 melhores do Espaghetti Western.

Filme On Line na versão Alemã. 
http://www.videovalis.tv/videos/1169-man-nennt-ihn-sacramento-western-video 

Sacramento – Tema - Youtube  
Sacramento – Il Cielo Negli Occhi – Edda Del´Orso - Youtube

3 comentários:

  1. Jenny Atkins was married to Ty Hardin from 1971-1974.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I was not sure of this information.
      Thank you friend.

      Excluir
  2. Gostaria de saber se algum dos amigos possuem os filmes:

    Django c/ Franco Nero gravado da TV.
    O Dolar Furado gravado da TV.
    Silverado gravado da Tv.
    Em Algum Lugar no Passado dizem que alem da dublagem da BKS, teve uma dublagem
    do RJ, c/ saudoso André Filho dublando o Reeve, procuro essa, provavelmente
    foi passado na Globo.
    O Estranho Sem Nome gravado do SBT, passou a tarde no Cinema em Casa no especial
    (Semana Bang-Bang anos 90). obs: o gravado da Globo dos Campões de Bilheteria,
    este eu tenho.
    Qualquer Western-Spaghetti de preferência do Lee Van Cleef, Anthony Steffen,
    Clint Eastwood, Giulianno Gemma... desde que seja gravado da Band da Segunda
    ou Terça-Sem-Lei.
    Os Fora da Lei a série, gravado do SBT.
    Duelo de Titãs c/ Kirk Douglas e Anthony Quinn, gravado da Tv.
    Rambo a Missão gravado sua estréia na Globo em 1988.
    Curtindo a Vida a Adoidado gravado da TV.
    De volta p/ Futuro 1 e 3 gravado da Globo.
    De Volta as Aulas gravado da Globo.
    Fuga de Nova York gravado do SBT.
    King Kong (1976) gravado do SBT ou Globo ambos dublado pela Herbert Richers.
    O Grande Buffalo Branco gravado do SBT.


    Pessoal, pode parecer estranho mas procuro esses filmes, mas têm que ter
    essas caracteristicas, gravado da TV mesmo pois devido eu ser saudosista.ok!
    Obrigado pela atenção de todos. fico no aguardo.


    Muito obrigado amigo! permito deixar meu contato, sem problemas, minha
    prioridade é Por uns dolares À mais c/ dublagem antiga.
    Obrigado um abraço.
    Att: John

    John Ricardo Tesche (john.r.tesche@hotmail.com)

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: