Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

25 outubro 2010

100.000 Dólares para Ringo


“$US 100.000 For Ringo”
“100.000 Dollari per Ringo”
Produção-Itália–Espanha 1966
Direção: Alberto de Martino
Música: Bruno Nicolai/ Bobby Solo/Don Powel
Fotografia: Federico G. Larraya
Duração: 85 min.
História: Alfonzo Balcázar, Vincenzo Famini e Giovanni Simonelli
Roteiro: Guido Zurli
Produção: Balcázar Studios – Barcelona & Elios Studios - Roma
Distribuição Brasil: Ocean Pictures

Elenco
Richard Harrison - Lee Barton / Ward Cluster
Fernando Sancho - Chuck
Luis Induni - Xerife
Gérard Tichy - Tom Sherry
Loris Loddi - Garoto Sean
Mónica Randall – Índia
Frank Oliveira - Índio
Rafael Albaicín – Chefe índio Urso Cinzento
Lee Burton, , Michel Montfort, John Barracuda, Eleonora Bianchi,Francisco Sanz (Paco Sanz), Tomás Torres e César Ojinaga.
 
O estranho Lee Barton “Ringo” Chega à cidade de “Raimbow Valley” no velho oeste, onde é confundido com um ex-cidadão local “Ward Cluster” aparentemente morto durante a Guerra Civil. A esposa de Cluster, Rose está morta, mas seu filho Sean que fora criado pelos índios (Urso Cinzento) também acredita que Barton seja na verdade seu pai.



As coisas começam a se complicar quando Barton descobre que o chefão da cidade “Tom Sherry” tem usado índios para seus propósitos nada nobres para o seu enriquecimento ilícito na região.
Muita ação nesse filme, com sequencias de aparentemente intermináveis tiroteios e lutas mano-a-mano envolvendo cowboys, vilões, índios e até o exército mexicano com as cenas externas filmadas em Fraga (Huesca) na Espanha e que ficaram muito bem editadas e convincentes para a época.


Na cena da taberna logo no início, Tom (Ringo) crava o garfo de sua refeição na mão de um bandido após ter-lhe feito uma pergunta indiscreta. Nesta mesma taberna se dá o encontro de Tom e Chuck (Fernando Sancho) um xerife de Tucson-Arizona curiosamente em um papel inusitado. Fernando Sancho aparece sempre como líder de bando mexicano roubando e matando na maioria dos Westerns e neste ajuda Tom fazer justiça e receber o dinheiro das recompensas.
Richard Harrison que curiosamente foi um modelo fisicultor na década de 60 e que pegou carona para a Europa no rastro de seu amigo Steve Reeves (Hércules e outros épicos) é chicoteado com uma camisa de um tecido mais grosso especialmente preparada para a cena. Este açoitamento foi incluído no livro "Lash!" - Os 100 grandes chicoteamentos do cinema), Uma frase marcante no roteiro nesta cena é dita pelo vilão do chicote "Se eu fosse você, escolheria uma morte mais rápida" dando um alívio momentâneo das chibatadas a Barton.


Aos poucos a ação se torna um pouco repetitiva, porque a trama é um tanto confusa e muitos fãs do "westerns spaghetti" podem até querer evitar este filme mas ele tem seus créditos e seus méritos. A música de Bruno Nicolai que é maravilhosa, interpretada na versão inglesa por Don Powel e na versão italiana por Bobby Solo ouvida no início e no final do filme refere-se a "Ringo", que na realidade este personagem nunca é usado no diálogo original (Salvo incluído na dublagem de alguns países como no Brasil).

Richard Harrison atende pelos nomes de "Lee Barton" ou "Ward Cluster” menos o de Ringo. "Além disso, os "100.000 dólares" que se refere o título do filme, parece impreciso, uma vez que a quantia do dinheiro encontrada e que fora escondido por um general mexicano e perdido no filme se revele em “200.000 dólares”


Temos mais uma atuação discreta de Fernando Sancho e Luis Induni que sempre ficou bem de xerife. Alberto de Martino conseguiu fazer um filme que se consegue assistir até hoje sem perder a sua originalidade e sutileza. Editado no Brasil em Dvd pelo Ocean Pictures, ficou muito bem recuperado e até a dublagem parece que também se encaixou. Parabéns

Um comentário:

  1. Muito bom spaghetti western,cheiode reviravoltas num roteiro bem bolado. É um dos raros spaghetti com a presença de índios. Os atores que desempenham os papéis dos mesmos se saíram muito bem.

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: