Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

20 junho 2019

Blogue Brasileiro Citado em Livro Europeu sobre Espaghetti Western 2019

"Bangbangitaliana.blogspot.com", o Blog brasileiro editado por Edelzio Sanches foi citado no mais recente livro lançado na Espanha (2019) sobre o seguimento Espaghetti Western entre os 5 melhores blogues como fonte de pesquisa e estudo para os fãs e adeptos do gênero.


O título do livro é "Sin dólares non hay ataúdes" [50 ejemplos de western mediterráneo] Coleção: Filmografías essenciais, do autor Rafael de Espanã.

Nascido em Barcelona 1950. Doutor em Medicina e História Contemporânea. Membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha.

Como historiador de cinema vem mostrando seus interesses por temas inéditos como "El Péplum". "A antiguidade no cinema (1998). O cine de Goebbels (2000), As sombras do Encontro: Espanha e América, Quatro ciclos de história através do cinema (2002) A Tela Lírica. O cinema vai a ópera (2011).

Também é auotr da primeira monografia em castellano sobre Western Europeu, Breve história do Western Mediterrâneo (2002). Nesta coleção publicou De heróis a Deuses. 50 filmes sobra a antiguidade (2017).

A produção de westerns na Europa nasceu na Espanha por volta de 1962 como uma imitação sem esforço de modelos de Hollywood. Mas, após o sucesso de "Por um punhado de dólares", foram os italianos que remodelaram completamente o gênero a partir de uma perspectiva iconoclástica que imediatamente se conectou com um público jovem que não acreditava mais nos caubóis imaculados e em seus atos gloriosos. O que ofereceu os quase 600 westerns rolou nas margens do Mediterrâneo entre 1964 e 1978.


Anti-heróis com nomes tão improváveis como Django, Sartana ou Sabata; aventuras extremas que combinavam violência exacerbada com um humor cínico que nunca esclarecia quem era o bom e quem era o mal (embora os banqueiros nunca pertencessem ao primeiro grupo); soluções visuais como barroco e hiperbólico como pano de fundo musical...; e, entre as curiosidades, o único western realizado por uma mulher e o beijo também único na boca entre dois homens armados e ferozes.

O livro por enquanto só está disponível para venda no exterior:
http://www.editorialuoc.cat/sin-dolares-no-hay-ataudes
Nº de páginas: 190
Editorial: UOC (UNIVERSITAT OBERTA DE CATALUNYA)
Idioma: CASTELLANO
Encuadernación: Tapa blanda
ISBN: 9788491805427
Año de edición: 06/06/2019
Plaza de edición: BARCELONA



Fiquei muito feliz com a notícia de que o trabalho de preservação ao seguimento e do tributo que é prestado aqui a todos os seus protagonistas está sendo de alguma forma reconhecido por pessoas que realmente entendem e são respeitadas sobre o assunto.

O trabalho sem fim lucrativo e espontâneo continuará registrando e trazendo novidades e curiosidades do mundo Espaghetti Western, que continua encantando também as novas gerações de afeccionados, muitas delas ainda desconhecidas em nosso meio e para isso continuará exigindo muita pesquisa e perseverança para continuar fazendo um trabalho de qualidade aos fãs, estudiosos, pesquisadores, escritores e amantes do Cinema Espaghetti Western em especial.  

Agradecimento à notícia recebida de meu contato, amigo e editor "Emanuel Neto" do Blog Português "Por-um-punhado-de-euros.blogspot.com", também citado neste conceituado livro. 

5 comentários:

  1. Bem, Edelzio, pode ser pouco para muitos, uma citação menos que um parágrafo, mas para você, assim como é para mim, que carrego o Eurowestern no sangue, é muito, assim como saborear os biscoitos do bojo do êxito, mais que do sucesso. Porque você plantou há muito e isso vale como boa colheita, também. Dio benedica a te, il mio caro amico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma coisa que pouco se consegue explicar. mas fazemos e curtimos o que gostamos de fazer.

      Excluir
  2. Emanuel Neto21/06/2019 02:43

    Muitos parabéns, amigo Edelzio! É mais do que merecida esta referência no livro. Os blogues perderam muita força nestes últimos anos mas eu diria que, no tema dos westerns-spaghetti na blogosfera, somos poucos mas somos bons!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda acredito que os blogues são ricos em informações e inovações e é um dos meios mais seguros de se preservar informações e de localizá-las em seus menus interativos.

      Excluir
  3. Pelo menos somos teimosos o suficiente para continuar por cá, passados estes anos todos.

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: