Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles/Legendas.

01 setembro 2018

Noi Non Siamo Angel "Não Somos Anjos" (Inédito Brasil) Subtitles/Legendas em Português Especial Brasil



Não Somos Anjos - Brasil (Inédito)
Noi non Siamo Angeli - Itália
We Are No Angels - USA, Filipinas
Nosotros no Somos Ángeles - Espanha
Dos Pillos a Trompada Limpia - Argentina
Wir Sind die Stärksten - Áustria  
Hvem Siger vi er Engle - Dinamarca         
Veijariveljekset - Finlândia
Trinita, Nous Voilà! - França
2 angeloudia Stin Kolasi - Grécia
Elate na sas Deiroume - Grécia
Ta 2 liontaria tis Kolaseos - Grécia
Não Somos Anjos - Portugal
Biz Melek Degiliz - Turquia
Wir Sind die Stärksten - Alemanha


Produção: Itália, 26 de Setembro de 1975
Diretor: Gianfranco Parolini (Frank Kremer)
Escrito: Abronio Corti e Gianfranco Parolini
Música: Sante Maria Romitelli    
Fotografia: Guglielmo Mancori  
Edição: Vincenzo Tomassi           
Duração: 92 minutos
Co Produção: Flaminia Produzioni Cinematografiche
Antonio Cantafora (Michael Coby) - Angel
Paul L. Smith (Paul Smith) - Raphael McDonald
Renato Cestiè    - Willy
Woody Strode   - Black Bull
John Ireland       - Mr. Scallywag Shark
Fiona Florence   - Linda Sutton
Evelin Kaye         - Evelyn Sutton
Franco Pesce      - Prof. Berberg
Fausta Avelli       - Polly
Augusto Funari - Slim, Gangue de Shark

Gangue de Shark:
Massimo Vanni, Giovanni Bonadonna, Franco Ukmar, Elio Bonadonna, Armando Bottin, Emilio Messina, Max Turilli, Artemio Antonini, Bruno Ariè, Antonio Basile, Franco Beltramme, Arnaldo Dell'Acqua e Vincenzo Maggio.
Amedeo Timpani - Prefeito
John Bartha - Xerife
Maria Tedeschi - Assistente do Prefeito
Angelo Boscariol - Popular
Nestore Cavaricci - Popular
Dolores Calò - Espectadora na luta de box
Ines Pellegrini - Espectadora na luta de box
Tony Casale - Ajudante nas apostas
Massimo Ciprari - Portador do vaso sanitário
Roberto Messina - Juiz da luta de box
Pino Locchi - Dublador da voz de Antonio Cantafora
e com Walter Villani Stefano Cedrati (Stefano Cedrato), Teresa Rossi Passante (Teresa Rossi Passanti).


Nunca havia assistido a esse filme por tratar-se de uma raridade e não ter sido exibido na TV Brasileira. Nem nos cinemas brasileiros se tem notícias apesar do grande sucesso que a dupla original Spencer-Hill fazia na época.

Os clones de Bud Spencer/Terrence Hill envolvem-se em lutas de box e em uma delas enganam um lutador negro para com o prêmio comprar um carro. 


Seu plano é usar o carro e competir e vencer uma corrida que lhe dará direito a uma concessão de transporte em uma cidade conhecida como Highfalls até a ferrovia mais próxima e que aparentemente os tornará ricos.
Pesquisando em uma mapa atual americano descobri que esta cidade fica entre os Estados da Geórgia e do Alabama, próximo a Atlanta. Não sei como Parolini conseguiu imaginar essa localidade mas enfim não mudaria em nada seu objetivo.


Há certamente romances amorosos, correrias para o banheiro provocadas por dores de barrigas, muita pancadaria,  bandidos mafiosos gordurosos e anacrônicos por toda parte, a tentativa de preservar um vaso sanitário intacto originário da evolução que chega a cidade e que é impossível de conseguir ficar inteiro.
O ator americano John Ireland passa desapercebido neste filme em poucas e insignificantes aparições com “Sr. Shark” o vilão corrupto perverso e dono da cidade.


Assim como nos filmes de Barboni, ninguém morre no filme, dando a possibilidade de facilidade de liberação da sensura para jovens e adolescentes irem ao cinema. Era mais um ingresso pago e mais lucro aos produtores. Uma jogada que deu certo na arrecadação, pois quando se matava laguém a sensura era rígida em muitos países.


Há também um inventor e cientista com mirabolantes engenhocas das quais os nossos protagonistas fazem uso com por exemplo as asas deltas para voarem na corrida.
Uma história e um roteiro bem originais com uma trama interessante bem temperada e mostra o lado de um partido progressista e outro conservador.
 

A trilha sonora poderia ser melhor mas consegue segurar o ritomo. Belos ângulos de câmera que eram uma marca de Parolini, criador de Sartana e Sabata.
Há um homem com uma cabeça e uma mão de ferro, e toda a desordem cúlmia em uma corrida típica na era do velho oeste entre calhambeques e carroças.
Descaradamente Spencer/Hill, são mais uma vez imitados por Coby/Smith com suas extremas semelhanças físicas mas Parolini usou a mesma receita de Barboni mas com esse não conseguiu o destaque que talvez tenha desejado na época.


Terence Hill e Bud Spencer são aqueles que revolucionaram o Wester Espaghetti com suas comédias pastelão em “O Chamam Trinity” não foi mesmo?
E com eles vieram as sequências da série Trinity que conseguiu muito êxito e tudo o que se produzia, fazia sucesso.

Em meio a isso, e uma dessas empresas cinematográficas da Europa teve a curiosa ideia de cloná-los.
O projeto foi tão audacioso que procuraram e encontraram os dois atores idênticos aos originais pela semelhança física.


Agora além de Hill e Spencer, você também encontraria outras aventuras, que não teriam nada a perder aos originai s em Michael Coby e Paul Smith e tudo basicamente com a mesma receita a não ser a nacionalidade deles.

Ao invéz de Trinity, Ferdinando Baldi, o diretor quando no lançamento dde seu primeiro filme da dupla juntamente com os distribuidores resolveram batizar o personagem de “Carambola, filotto… tutti no buca” assim como era conhecido o personagem Trinity de Enzo Barboni com a esperança de sucesso.
Não foi tão bem sucedido mas gerou uma sequência “Carambola” e parou por aí.
Michael Coby e Paul Smith protagonizaram varios outros filmes juntos em outras situações mas o cinema sofria uma decadência em virtude da televisão e saíram de cena também.


Uma trilha sonora com guitarras usando distorções típicas do psicodelismo usado na época nos filmes de espionagem e aventuras europeus. Sante Marie Romitelli exagera um pouco nisso mas também há harmonias românticas que envolvem as crianças e Raph (Paul Smith) e entre Evelin Keye (Evelyn) e Michael Coby (Angel).  Somente umas poucas músicas são ouvidas e muito repetidamente nas várias brigas e pancadarias do filme.   ”Múscia Tema Download”
 

Um destes trabalhos foi em que Coby protagonizou "Homem Supersônico" e Paul Smith com “Bluto” em uma adaptação fraca para "Popeye" e o cruel prefeito de "O expresso da meia-noite".

Resumindo esta matéria posso dizer que sobre A versão com áudio italiano que é a que conheci parece ser melhor que uma versão dublada em inglês porque a dublagem americana não conseguiu captar as piadas italianas e adaptá-las com perfeição ao inglês mas como diz o ditado “Uma imagem vale mais do que mil palavras”. 




Wir Sind die Stärksten - Áudio Alemão


” Estou disponibilizando neste link Subtitles/Legendas SRT no idioma Português (PTbr) para estes filmes com as versões com áudio Italiano e Alemão disponíveis no Youtube:”

Lembrando que a versão com áudio italiano possui 92 minutos de duração.
A verão com áudio alemão possui 78 minutos, portanto possui 15 minutos de cortes que faz com que o filme perca um pouco o sentido da história mas a legenda/subtitle que elaborei estão sincronizadas para ambas as versões com 25 fps (flames por segundo) de velocidade. As mesmas formatações para os filmes do Youtube.


2 comentários:

  1. o link da legenda esta off, pode mandar no meu e-mail a legenda desse filme? obrigado e parabens pelo blog : jpbifon@uol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Testei o link da legenda aqui e baixei normal mas estou enviando pra você via e-mail. Abração!

      Excluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: