Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

28 março 2017

A Morte de Alessandro Alessandroni [O Grande Assovio do Cinema] - Especial Brasil


Morre o compositor, maestro, arranjador e multi instrumentista Alessandro Alessandroni na cidade de Roma, domingo dia 26 de março de 2017. Nascido em roma, em 18 de março de 1925 faleceu ao acabar de completar 92 anos de idade.
O anúncio foi feito na sua página oficial do Facebook:

"É com grande tristeza que informo o desaparecimento ontem do mestre Alessandro Alessandroni, nascido em Roma em 18 de Março de 1925, compositor, multi-instrumentista, arranjador e diretor regente de Corais. O serviço memorial póstumo será na casa Namíbia com música e músicos dirigido por seu filho Alex Jr. Alessandroni.”

O mundo da música e do cinema está de luto pela partida do famoso musicionista Alessandro Alessandroni. O mais famoso assobiador da história do cinema. Ele foi um dos maiores compositores do nosso tempo e trabalhou com alguns dos maiores nomes da indústria cinematográfica como Ennio Morricone e Sergio Leone.

No filmes Espaghetti Western assinou obras-primas como "Por um Punhado de Dólares", "O Bom, o Mau e o Feio" e "Por uns Dólares a Mais", conhecidos como a trilogia de Leone-Morricone. Viveu em Roma e sua carreira começou quando ele tinha apenas 13 anos. O apelido de Grande Assoviador foi dado por Federico Fellinieli. Viveu sua carreira musical ativamente até os últimos anos de sua vida, um dos últimos trabalhos foi a colaboração com “Baustelle” para o disco "Amém".


Nos anos 60, foi convidado para trabalhar com os maiores compositores italianos da época, Piero Umiliani, para o qual cantou junto com sua esposa Giulia em Mah-na Mah-na, e o “Inferno Paraíso” de Louis Scattini (1968) com o professor e maestro Armando Trovaioli.
Nos anos setenta trabalha para a ARC da RCA, um rótulo dedicado à canção italiana mais joveme popular, entre elas “Mundo Exótico”, e participou de uma coleção de discos-públicos na qual colaborou com doze canções para a edição de a Canzonissima de 1969.”

Ennio Morricone disse em entrevista a um jornal: Por telefone eu disse a ele: Sandro, desce um momento, aqui na sala, você precisa dar uma assoviadinha para mim. Um assoviadinha, foi o que eu disse e nada mais, mas pensar sobre o que aconteceu depois. Quando vi o filme, eu admiti que ninguém pensou que o resultado fosse ser aquele e em vez disso aquele assovio realmente mudou tudo.

Alessandro Alessandroni, o mestre além dos filmes de Leone, teve participações emblemáticas com outros parceiros e foi um grande profissional. Morricone também disse que ele tocava muito bem a guitarra, era excelente em dirigir corais e exímio e afinadíssimo assoviador. Porque eu o chamei para assoviar? “Foi por acaso, eu precisava de um apito ou algo assim e eu pedi aos músicos que trabalham comigo, quem era capaz de assobiar bem. Ouvi outros que gostei menos e ouvindo ele, senti que ele tinha mais coragem.


RAI (Itália), 1964 gravando com "I Cantori Moderni" da esquerda para a direita: Adele Fiorucci, Giulia Alessandroni, ? , Gianna Spagnulo, Fiorella Cosacchi, Edda Del'Orso, Alessandroni, Gioieni, Renato Orioli, Ettore Lovecchio (Raoul)

Alessandroni se aproximou da música quando ele ainda era um menino. Na época, ele vivia com a mãe na província de Viterbo. Ele tem 11 anos e ouvia insistentemente, sempre que podia, música clássica. Ele começou a tocar guitarra com a ajuda de um amigo. O lugar era simples.

Ele disse uma vez em uma entrevista para o blog Planeta Hexacord: "Comecei na barbearia, porque em cidades pequenas é um ponto de referência: haviam os instrumentos, a guitarra, o bandolim e músicos populares.” Aprendi muito neste ambiente. Enquanto ele estava frequentando o último ano do ensino médio, ele formou sua primeira banda, com quem ele se apresentava em salões e locais de dança. Rápido para aprender, em pouco tempo se torna experiente em vários instrumentos, que alternava durante os shows.

Um adolescente já capaz de tocar guitarra, o piano, o acordeão, saxofone, flauta, bandolim e a citara, um dos primeiros italianos a tentar tocar neste instrumento de cordas muito complexo. Obteve seu diploma no Conservatório em Roma, conseguiu um emprego na empresa de produção cinematográfica Fonolux.

Lá ele conhece o grande maestro Nino Rota, e que agora com 14 anos, já o que em sua orquestra. Então veio o assovio. Foi quase por acidente. Alessandroni, em algum momento, quando os músicos de Rota descansam e brincam ele se punha a assoviar. O seu assovio aos poucos passava a ser conhecido pelos membros da orquestra. Usou também em sua carreira o pseudônimo de Ron Alexander em eventuais trabalhos.

Em Roma com Ennio Morricone em um encontro em 26 setembro de 2015.
Fonte Facebook: Alessandro Alessandroni - Official
Foto: M.Courtney-Clarke
 
Em 1962 ele fundou o Octeto “I Cantori Moderni di Alessandroni”, uma formação que veio após o seu grupo anterior, o “Quarteto Caravelas”. Com ele, a banda é formada por soprano Edda Dell'Orso, Augustus Jardim, Franco cossacos, Nino Dei, Enzo Gioieni, Gianna Spagnuolo e [La Resa Dei Conti (vocal)], não menos importante, sua esposa Julia De Mutiis e que podemos ver em muitos créditos de filmes das décadas de sessenta e setenta.

Esta formação está creditada em dezenas de filmes Westerns e tantos outros com seus temas inesquecíveis. A colaboração é mais importante, de longa duração e ligados por uma sincera estima Alessandroni permaneceu até seus últimos dias ligado a Morricone.

O nome de Alessandroni tornou-se adorado por músicos e fãs de todo o mundo por suas criações populares e para o cinema deixando um legado cultural neste seguimento, Influenciando muitos artistas pelo mundo com estilo musical criativo tal qual a Ennio morricone, Bruno Nicolai, Stelvio Cipriani, e especialmente à músicos de estúdio.
ALESSANDRO ALESSANDRONI "R.I.P."

Deixe sua mensagem na Oficial Page Facebook:
Conheça sua Obra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: