Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

20 março 2014

Os dois Vaqueiros de Kansas City - Sette Monache a Kansas City



Os dois Vaqueiros de Kansas City – Brasil
Sette Monache a Kansas City
Problemas en Kansas City - Espanha
Seven Nuns in Kansas City - USA
Nonnen, Gold und Gin - Alemanha
               

Produção: Itália 1973
Direção:  Marcello Zeani (Roy Patterson)            
Fotografia: Mario Sbrenna
Duração: 90 minutos
Musica: Gino Peguri
Escrito: Marcello Cascape e Kidia Puglia
Producão: Elido Sorrentino e Pietro Santini
Estudios: Elios - Roma
Produtora: Armonica Cinematografica



Lea Gargano - Madre Superiora/Jessica
Vincenzo Maggio (Enzo Maggio) - Gin
Enzo Pulcrano (Paul McCray) - Whiskey Joe
Antonio Di Leo (Toni De Leo) - Cowboy Gay/Bob
Ugo Fangareggi - Cowboy Gay/Dave
Ignazio Spalla (Pedro Sanchez) - Fatty/Bart
Salvatore Baccaro (Sal Boris) - Capanga de Bart com bigode
Irta D'Angelis - Marisol/Susanna Rourke
Bruno Boschetti - Delegado/Sam
Edmondo Tieghi – Braço direito de Marrisson
Sergio Ukmar - Capanga de Marrison
Mario Dardanelli - Capanga de Bart
Lina Franchi- Freira Gorda e com Sergio Serafini, Enrico Casadei, Lello Pontecorvo, Giuseppe Mattei (Pino Mattei).


Um Espaghetti Western em ritmo de comédia e bem divertido com situações inusitadas com mulas que aparentemente falam, mas na verdade só o velho Gin a escuta e a entende, pois na maior parte do tempo que está com ela, ele encontra-se bêbado.
A comédia também tem muitos vilões e dois Cowboys Gays. Isso mesmo, Homosexuais.

O filme é muito rústico e simples, mas é um marco em abordar o tema da homo sexualidade em meados de 1973; Numa época muito preconceituosa em relação ao assunto e de muito atrevimento e coragem bordado aqui pelo diretor Marcello Zeani.
Em pleno Velho Oeste, aqui em seu único Espaghetti produzido dentre seus dois filmes dirigidos.


Dois velhinhos, mineradores de ouro, ingênuos e inocentes em uma de suas viagens rumo ao seu objetivo, encontram-se bebendo muito whisky e sofrem um acidente com sua carroça que cai em um precipício e perdem todo o seu equipamento de extração de ouro.
O acidente resulta numa briga entre os dois velhinhos e quando Whiskey Joe cai no rio e depara-se com muito ouro a sua margem.
Após a comemoração em êxtase pelos dois dentro do rio, rapidamente Gin toma a iniciativa e desenha um mapa da região onde encontraram a jazida de ouro e dividem em duas partes. Uma para cada um.


Quando os dois mineiros retornam da cidade para pegarem mais ouro, Whiskey, bêbado sobre um acidente caindo de sua mula pelo precipício sem que seu amigo Wiskey perceba o ocorrido e Whiskey ferido é encontrado pelo malvado “Gordo Bart” [Pedro Sanchez] que se apodera da parte do mapa dele que agora tem como pista "dois amigos e quatro pedras" citado por Whiskey, antes de morrer.

Então, inicia-se uma tremenda caçada pela segunda parte do mapa envolvendo os dois cowboys gays, que devido a um equivoco, são caçados pelos bandidos por causa do mapa e eles nem sabem porque estão sendo caçados.


Outro poderoso vilão é Marrisson, dono de tudo na região e também fica sabendo dos mapas e põe seu bando atrás dos Gays e Gin, que ao serem perseguidos também por bandidos mexicanos, acabam por se abrigarem no Convento de Santa Anna e ajudados pelas "sete monjas" (freiras), no que se refere o titulo original do filme.


Também com intenções em possuir o tesouro, as freiras acabam por arrumarem uma grande confusão com os bandidos no interior do convento, expulsando-os e passam também a perseguirem os Gays.

Este filme foi feito bem no meio do ciclo de "Trinity" de Enzo Barboni, por isso muita influência das pancadarias envolvendo, bandidos, mexicanos, freiras, paneladas na cabeça, animais que falam e tudo que é direito para se tentar dar ritmo de comédia ao enredo.



O filme em si é muito fraco mas é sim uma raridade, um dos últimos no gênero e a cópia de VHS que em circulação pelo mundo com áudio espanhol  em que se tem notícia no Brasil é de má qualidade.

Tenho informações de que muita gente gostaria de possuir uma cópia melhor deste filme e quem tiver Informações sobre ela, gostaria que postassem em comentários para um contato.



Exibido duas vezes na televisão brasileira pela TV Record em "Bang Bang à Italiana" em 13 de fevereiro e 20 de novembro de 1985.
Já existe esta cópia no Brasil com áudio em espanhol legendada em português. 

Um comentário:

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: