Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

05 setembro 2012

Adiós Hombre - Especial Brasil

“Adiós Hombre - Brasil”
“7 Pistolas para um Massacre – Brasil”
“7 Pistole Per Un Massacro”
“Con el Corazon en la Garganta – Espanha”
“7 Pistols For A Massacre - USA”
“Seven Guns For A Killing - USA)

Produção: Itália/Espanha - 1967
Direção: Mario Caiano
Escrito: Mario Caiano e Eduardo
Manzanos Brochero (Eduardo Manzanos)
Música: Francesco De Masi
Fotografia: Julio Ortas e Sergio Martino
Duração: 90 minutos
Co-Produção Coopercines - Madrid e United Pictures - Roma
Locações: Colmenar Viejo – Madri - Espanha

Craig Hill - Will Flaherty
Piero Lulli - Luke Brada
Eduardo Fajardo - Tilly/Tiny
Giulia Rubini – Peggy
Nello Pazzafini – King
Spartaco Conversi – Xerife Pat
Roberto Camardiel – Doutor
Jacques Herlin – Sr. Pink
Nazzareno Zamperla – Tom
Renzo Pevarello – Kid
Massimo Carocci – Nick
Osiride Pevarello – Blacksmith
Aldo dell'Acqua – Jogador de poker
Elio Angelucci - Popular
Eleanora Vargas – Judith
Massimo Carocci, Pino Polidori, Natale Nazzareno, Tomas Pico, Caterina Trentini (Kathleen Parker) e Franco Ukmar.

Um grupo de bandoleiros toma de assalto uma cidade “Pequena Tucson”, e faz toda sua população de reféns dentro de uma igreja, enquanto esperam a chegada de uma diligência com um carregamento de ouro.
Um pistoleiro recém chegado à cidade “Will Flaherty” (Craig Hill) descobre que entre os bandidos há um homem que o levara a prisão injustamente por dois anos através de um julgamento forjado.


Este ex-prisioneiro juntamente com a ajuda de Peggy, a proprietária do saloon e ex-amante tentam libertar a cidade do bando sanguinário e realizar a sua vingança contra o verdadeiro culpado que o levara a cadeia por dois anos.
Na diligência chega também à cidade trazendo de passagem, um grupo de dançarinas, o “Judith Six” com seu empresário Sr. Pin que juntos também sofrerão as barbaridades do bando dentro do saloon onde ficam aprisionados, mas todas as garotas acabam por ajudar a dominar os bandidos assim como toda a população presa na igreja, mas para isso acontecer, a história sofre muitas reviravoltas até o desfecho final com a cidade libertada.
Na foto título desta postagem podemos presenciar sete homens armados, sendo seis pistoleiros no meio da rua e um no telhado do saloon o que poderia sugerir o título do filme mas no filme mesmo morrem dezenas de outros bandidos contratados de Luke, Tilly e do Doutor (Piero Lulli, Eduardo Fajardo e Roberto Camradiel).


Um filme sem muita ação a cavalo e correria habitual, mas com um suspense muito bom.
Você fica aguardando a próxima cena e não sabe realmente o que poderá acontecer.
Uma realização humilde com boas atuações de Eduardo Fajardo (Major Jackson de Django),
Piero Lulli, impecável como articulador de falcatruas contra Will e Roberto Camardiel que também está em destaque como um dos líderes dos bandidos “O doutor” e que com a boa edição de Gianmaria Messeri; Com uma produção de design de José Luis Galicia, Jaime Pérez Cubero e Maria Gelmetti fez muito sucesso na época inclusive nos cinemas brasileiros.


Outra presença importante no filme é a da atriz Giulia Rubini que teve outras atuações
no Espaghetti como em (1966 Ringo e Sua Pistola de Ouro "Jane Norton"), (1968 Uno Straniero a Paso Bravo "Anna”'), (1965 Pistoleiros do Colorado "Nina a garota do Saloon"), em (1964 Le Pistole non Discutono "Martha Coogan") e em (1963 Il Segno del Coyote "Beatrice") e aqui interpreta especialmente a raríssima canção tema "The only girl he loved" que ficou conhecida mundiamente.


Realizado em Abril de 1967 e exibido também na TV brasileira pela Band em 11 de fevereiro de 1985, 02 de Junho de 1986, 12 de fevereiro de 1987 e 20 de Junho de 1987.
A semelhança de Craig Hill com Terence Hill na época fazia com que muita gente confundisse os dois atores.


Agradecimentos aos colaboradores nesta postagem, Marcos Maurício Lima de Belo Horizonte - Minas Gerais e Silvio Pereira da Silva de Baurú - São Paulo.


2 comentários:

  1. Craig Hill,é um dos atores que mais gosto.A maioria dos seus filmes produzidos na Italia tem a bela música de Nico Fidenco;e,a maioria desses filmes já foram exibidos na TV.Adorei ver ele e outras estrelas do Spaghetti,no recente Festival Spaghetti Western,na espanha, inclusive ele mora lá com a esposa Teresa Gimpera."Adios Hombre" assisti na Segunda-Sem- Lei,você se lembra?.Tem uma canção romântica logo no início que lembra a voz de Lydia MacDonald(de O Dólar Furado).Vou te mandar uma imagem do filme,aguarde.

    ResponderExcluir
  2. Também gosto muito de Craig Hill Marcos. Em Quinze forcas para o assassino ele compôs uma de suas grandes interpretações. Sua presença na tela é muito marcante. Seus traços lembram os de Terence Hill, só que parece ser mais magro.

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: