Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

28 março 2012

Os 4 Malditos - Adam West * Tributo * Especial Brasil

I Quattro Inesorabili
Os 4 Malditos (Brasil)
Os 4 Implacáveis (Brasil)
Ranger prova tua inocência (Brasil)
Los 4 implacables (Espanha)
The Relentless Four (USA)
Produção: Itália e Espanha 1965
Diretor: Primo Zeglio (Anthony Greedy)
Duração: 91 minutos
História: Primo Zeglio
Escrito: Federico de Urrutia, Manuel Sebares de Caso,
Marcello Fondato e Primo Zeglio
Fotografia: Miguel Fernández Mila
Música: Marcello Giombini e Franco Pisano
Tema: "Ranger" (Relentless Four)
interpretada por Raoul
Produção: Adrian Merkel
Externo filmado em Almería - Espanha
Interiores - Elios Estudios - Roma

Adam West - Ranger Sam Garrett
Claudio Undari (Robert Hundar) - Alan/Lobo
Dina Loy - Lucy/Rita Anders
Raf Baldassarrè (Ralph Baldwyn) - Moss
John Bartha (János Barta) – Fazendeiro John
Cris Huerta - Comissário Vince
Roberto Camardiel - Jeffrey Anders
Paola Barbara - Eliza Anders
Luis Induni - Xerife Luke José Jaspe - Baxter
Yelena Samarina – Dayzi (Mulher do saloon)
Francisco Sanz - Doutor
José Canalejas - Rex Calhoun
Elisa Mainardi – Nancy (filha do fazendeiro John)
Lorenzo Robledo - Prefeito
Howard Ross (Renato Rosini) - Troy
Giovanni Petti - Juiz
Robert Johnson Jr. - Jovem Bobby
E com Jaime Blanch, Rosario Perez, Gonzalo Esquiros, Miguel Pedegrosa e Fernando Bilbao.

Sam Garret, um dos homens do xerife (Ranger), provando a inocência de Rex, um fugitivo que tinha um preço de $ 500 dólares por sua cabeça, pôde recuperar a recompensa pela sua morte das mãos de quatro bandidos caça-prêmios que atuam sobre a sombra da lei em meio a uma infinidade de respeitáveis "obscuros" negócios, com um xerife local que não pode agir sem provas de suas trapaças.
Ao perderem a recompensa dos $ 500 dólares pelo inocente morto, prometem vingança ao Ranger. Conseguem adentrar no rancho do rico fazendeiro criador de gado Jeffrey Anders assassinando-o e seqüestrando Sam, plantando provas contra ele simulando ter sido ele o assassino de Jeffrey, pois Sam estava em sua companhia jogando cartas com ele quando executado.
O plano chega ser bem forjado e perfeito tendo até como testemunha “visual” a viúva de Jeffrey e Sam agora é caçado.

Capturado e preso, Sam Garret é julgado e condenado mas com ajuda do amigo, o jovem Bobby, consegue fugir mas é caçado novamente pelos quatro caça-prêmios agora sobre o prêmio de $ 4.000 dólares sendo $ 1.000 para cada um dos quatro caçadores desta vez oferecidos pela viúva do fazendeiro, a senhora Eliza Anders Anders (Paola Barbara).
Entre muita ação e perseguição, os bandidos vão sendo mortos e para o líder do bando Alan (Robert Hundar) é interessante tendo em vista que o prêmio pode ser só seu.
Finalmente Sam é capturado e levado de volta a cidade e devido sua condenação, a sentença é executada pelo xerife através de uma perfeita encenação em um enforcamento falso. Tudo isso faz parte de um plano do xerife, o juiz e a viúva Anders para expor o verdadeiro assassino do fazendeiro.
O plano funciona perfeitamente e toda a verdade sobre a culpa dos bandidos é exposta em um derradeiro momento de prudência do líder da quadrilha, Alan.
É um filme movimentado do diretor Zeglio (Que também usou pseudônimo de Anthony Greedy e Omar Hopkins em outros filmes) com alguma ingenuidade, mas com um ar agradável de aventura em que todos os elementos tradicionais estão presentes para o Espaghetti e só faltou mesmo um pouco de suspense na trama, um pouco mais de caracterizações e close-ups aos personagens. Pouco tempo antes de ficar conhecido mundialmente na TV com o personagem Batman e o egocêntrico milionário Bruce Wayne, Adam West atuou neste violento Western Espaghetti com uma personalidade a altura de grandes astros como Eastwood, Giuliano Gemma e outros.
É uma experiência fantástica pra quem conheceu Adam West como Batman e saber que bem antes disso fez esse Western e mostrou que também era durão.
Pode causar um pouco de estranheza “até hoje” em cenas cavalgando de verdade, fumando charuto, jogando cartas, tomando wisky, dando e tomando pancadas em cenas de lutas.
Assim como em Gothan City aqui no Oeste ele é um "Ranger do Texas" que tem pela frente o enfrentamento não o Coringa, o Pingüim, a Mulher Gato, mas de quatro violentos bandidos: (Robert Hundar (Alan, o líder), Howard Ross (Troy), José Jaspe (Baxter) e Raf Baldassarrè (Moss).
Há uma luta constante dos quatro malditos em tentar efetuar a "queima de arquivo" contra ele e em meio a muitas reviravoltas, a justiça chega; Ela é rápida, decisiva e sangrenta.
Algumas semelhanças com os ingredientes de Leone, ou seja, o dinheiro do prêmio (Per Qualche Dollaro in Più - "Por uns dólares a mais" - 1965); Assim, temos o papel do grupo de caçadores de recompensa conforme sugere o título "Os Quatro Malditos" (Implacáveis) com suas perseguições e traições, liderados pelo sempre carismático Robert Hundar, que é acompanhado por esses bandidos de caras já conhecidas do gênero, que, ao contrário como o cinema americano mostravam tradicionalmente este tipo de personagem, algo como um braço da lei, são mostrados friamente como um bando de bandidos inescrupulosos, em vez de roubar bancos ou procedimentos, engajados, como o seu nome sugere, são literalmente caçadores de fugitivos procurados pela justiça, sem qualquer ética ou respeito a alguma regra estabelecida.
Nesta mesma linha de visão também seria tratado pela indústria americana vide exemplo no filme (The Bounty Killer, 1965).
Interessante que este filme não fez sucesso nos Estados Unidos na época antes do surgimento da série Batman e logo após explodiu.
Seguindo a trilha pelo sucesso de Clint Eastwood depois de trabalhar com Sergio Leone, dezenas de atores americanos de filmes de seriados de pouca expressão, a fim de ter seu nome na galeria da fama, aproveitando o crescente mercado europeu no gênero Espaghetti-Western, se aventuraram em tentar algum papel de destaque nestes filmes. Era uma loteria. No entanto, devemos lembrar que isso não era novidade, pois o cinema italiano, já havia usado atores e técnicos americanos para estrelar e dar mais brilho às suas produções épicas inclusive utilizados sobre a mão de Fellini.
Nessa trajetória, Adam West tentaria também a sua sorte em 1966 nesta Co-produção Ítalo-Espano "I 4 Inesorabili" (Os 4 Malditos ou Os 4 Implacáveis exibidos nos cinemas Brasileiros) e felizmente nos brinda com sua única e brilhante participação no estilo "Europeu". Acho que poderia ter feito mais.
Adam West, assim como Eastwood teve uma longa carreira antes disso, a maior parte dela, desenvolvido na tela pequena. De fato, naquele ano chegaria a sua popularidade dando vida na televisão ao personagem original dos quadrinhos ao mundo inteiro; Era o Batman, a série no mesmo nome, e esse papel que marcaria o resto de sua carreira e se tornaria uma lenda neste personagem.Aqui neste Western, o diretor Primo Zeglio apresenta uma curiosa mistura de uma convergência entre o passado e o presente do Western Europeu.
Esteticamente, é como todos da Europa pré-Leone. Era uma história simples de um Gibi de Faroeste daquela época, ou seja, um enredo em que o personagem principal vai tentar expor os reais autores de um crime pelo qual ele está sendo acusado, uma característica que se relaciona até certo ponto com muitos outros autores e diretores de vários outros Espaghettis.
A violência exagerada, como forma de exercer justiça é mostrada até o final em que tendo suas mãos amarradas a um cavalo, Hundar morre sendo arrastado por ele em meio a poeira misturada ao dinheiro no meio da rua da cidade.

Outro detalhe interessante que é percebido é a ausência de uma típica história ou insinuação de amor, até então, tão comum em títulos pioneiros mais freqüentemente no Western Americano, embora se perceba que a personagem de Dina Loy (Lucy) sinta levemente alguma atração pelo Ranger.

O título original do filme em italiano faz justiça à grande eficiência implementada corretamente por todos os envolvidos.

Destaque também à música tema "Relentless Four" envolvente assemelhando-se a um hino militar norte-americano bem original composta por Marcello Giombini e Franco Pisano que não aparece nos créditos, uma melodia interpretada por Raoul cantada em Inglês muito em evidência nos westerns americanos da época, fugindo um pouco ao som tradicional dos trompetes, guitarras e assobios freqüentes nos Espaghettis.
Sem dúvida um marco para o cinema mundial ver Adam West em meio a um estilo “Barroco”.




Revista Alitália 1966


Revista Intervalo 1966


Realmente não se percebe nenhuma semelhança com o Homem Morcego da década de 60. É mais um grande ator homenageado neste espaço.
"Os 4 Malditos" foi exibido uma única vez em Bang Bang à Italiana da TV Record no dia 01 de Janeiro de 1982, quando conheci o filme no Brasil.

Fotos Copyright of Metro Goldwyn Mayer cedidas por Ivan Adam West - Porto Alegre - Rio Grande do sul e Marcos Maurício Lima - BH - Brasil

16 comentários:

  1. Saudações prezado Edelzio.

    Excelente matéria, e se quer saber, já conhecia há muito este notável western estrelado pelo eterno Batman, Adam West.

    Vi pela primeira vez na Tv quando tinha 9 anos e depois talvez só mais uma reprise, e andei procurando este filme ao longo de uns 20 anos, "façanha" esta conseguida graças a um grande colecionador, com quem tive o privilégio de fazer negócio no ano passado.

    Eu já conhecia esta obra na época do "Segunda sem lei", na rede bandeirantes, e no "Sessão das Dez" na TVS (hoje SBT), isso mesmo em fins da década de 1970 e início dos 80.

    Também sou fã de West, e penso que sua carreira poderia ser melhor aproveitada além do seriado televisivo que o consagrou e, quem sabe, estrelar mais westerns. Contudo, sabemos que sua carreira teve altos e baixos, mas o que conta hoje é toda superação, sabendo muito bem que é admirado por fãs de todo mundo.

    Parabéns pelo trabalho. Viva Adam West.

    Forte abraço

    Paulo Néry
    Filmes Antigos Club Artigos.

    ResponderExcluir
  2. Grande comentário de amigo Paulo Nery do

    http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com.br/

    Realmente este Western foi mais um grande desafio para West.
    Filmando em um mundo completamente inóspito como eram as planícies européias muito longa de Washington ou a Gothan City.
    Grande filme pra ser revisto pelos fãs de Batman tembém.

    ResponderExcluir
  3. When watching this film catch the hesitation in Adam West's dialogue. Not familiar with the way films were made in Europe being filmed silently with voice dubbing done later. You can see he doesn't know when the other actors have stopped reciting their lines before replying.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tradução do comentário de Tom B.
      http://westernsallitaliana.blogspot.com.br/
      Anaheim - California - USA

      Ao assistir a este filme captura a hesitação em diálogo Adam West. Não está familiarizado com os filmes maneira foram feitas na Europa, sendo filmado em silêncio com a voz de dobragem feito mais tarde. Você pode ver que ele não sabe quando os outros atores pararam de recitar suas falas antes de responder.

      Excluir
    2. Realmente percebe-se alguma dificuldade do ator na preocupação de algo a sua volta e certamente era esse o motivo de sua preocupação. Os diálogos em vários idiomas.

      Excluir
  4. Edelzio,eu tenho o livro:"Os Filmes de Hoje Na TV"(de 1976-Ed:Global)-Inclusive fora de catálogo-do Rubens Ewald Filho.Na lista de filmes consta "Os 4 Malditos", como exibido na extinta TV Tupi, anos 70.Espero que seja lançado em DVD no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse material é muito precioso e são informações que revelam curiosidades da época e vale você scanear a página e me enviar pra editar junto esta matéria pra valorizar ainda mais em termos de Brasil.

      Excluir
  5. Grande homenagem, Edelzio. Como fã de Batman, preciso agradecer esse destaque. Leio muitos fãs americanos comentando esse faroeste também pela curiosidade de ser exatamente o último trabalho de Adam West antes de estrear a famosa série. A televisão americana ainda exibe este filme, inclusive passou recentemente, em março de 2012.
    West trabalhou em diversas séries de faroestes ao longo de sua carreira, interpretando o famoso personagem Doc Holliday, por exemplo, em 1959 na série Lawman. No cinema, antes de filmar esse Spaghetti, trabalhou em Gerônimo (62) e com os Três Patetas no western/comédia Os Reis do Oeste (65).
    Edelzio, hoje, além dos admiradores de Batman no mundo inteiro, Adam West ganhou uma nova legião de fãs devido ao seu personagem na série animada Family Guy, na qual empresta sua inconfundível voz (pena que na versão em inglês de I Quattro Inesorabili, não foi ele que dublou seu próprio papel) ao prefeito chamado "Adam West"! Homenagem de Seth MacFarlane, produtor e criador do desenho, claro, fã do ator e de Batman.
    Concordo com tua análise sobre esse faroeste, sua "história simples" narrada com "alguma ingenuidade", mas te confesso que com tantas cenas de lutas, não me surpreenderia se algum dia alguém colocar entre os socos e pontapés as famosas onamotopeias: POW, BIFF, THUNK, KAPOW...
    Edelzio, no próximo dia 5 de abril, Adam West receberá a famosa estrela na Calçada da Fama em Hollywood.
    Obrigado pela matéria e pela dica de como adquirir este faroeste, que guardo com muito carinho na minha coleção.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Também omo tod bom cinéfilo que se preze sempre fui fã de Adam West. Ele á a imagem viva da era das mini séries que tanto cultuamos até hoje.
    Obrigado Ivan pelo comentário enriquecedor a este post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edelzio, entre tantos atores que interpretaram vilões em Batman, vale destacar o ótimo Eli Wallach!

      Excluir
  7. Escrevi os comentários antes de ver a reportagem da revista Intevalo.
    Fantástico esse material e inédito para mim. Parabéns pelo acervo, Marcos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigos
      São parceiros como vocês que fazem com que realizemos desejos de muitos fãs pelo planeta.
      Obrigado.

      Excluir
  8. Se não me falha a memória esse western spaghetti passou na bandeirantes no "Segunda sem lei". Lembro que não esperei até o fim, achei os enquadramentos muito semelhantes ao do faroeste clássico. Posso ter sido precipitado e perdido partes boas do filme. Gostaria de revê-lo para uma reavaliação. Como consegui-lo Edelzio?

    ResponderExcluir
  9. Para quem interessar em possuir uma boa cópia deste filme legendado é só encontrar em contato com meu amigo Clovis Arruda pelo E-mail.
    Havia um link torrent espanhol mais não sei porque foi deletado.
    Assim que aparecer um torrent novo irei informar.
    westernclube2000@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. meu primeiro comentário não passou, vamos ver se passa agora. Sempe fui fã da dupla Adam West e Ward. Eu assistia Batman na sessão da tarde e ficava encantado com os efeitos onomatopaicos, POW, CRASH!,etc. Quanto à "I quattro inesorabili" lembro de te assistido no Segunda sem lei da Bandeirantes. Lá pela 3ª ou 4ªparte desisti. Achei a ação fraca e a trilha sonora inexpressiva, além dos enquadramentos com preponderância do plano intermediário com muitos atores juntos, ou então muitas panorâmicas;aqueles estampidos cheios,como se tivesse um colorido e um brilho dentro deles, simbólicos da personalidade de cada pistoleiro (que foi pensado por Sergio Leone)ficaram fracos, muito parecidos com os dos westerns americanos; até onde assisti os closes foram totalmente abandonados. Tudo ficava muito distante de outros Spaghettis que eu já tinha assistido. No entanto,gostaria de vê-lo novamente para uma reavaliação, posso ter perdido coisas boas nas últimas partes, quem sabe. Acho tambem que Adam West perdeu a oportunidade de estrelar outros westerns na Itália; com um diretor de mais prestígio poderia ter alcançado um status mais elevado à altura de Lee Van Cleef,Mark Damon e outros americanos que se aventuraram por aquelas pradarias.

    ResponderExcluir
  11. oi amigo. Quer fazer parceria?
    aguardo resposta meu banner é esse aqui
    http://jeff-desenhando.blogspot.com.br/p/parceria.html

    ResponderExcluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: