Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

12 fevereiro 2011

Sangue nas Montanhas 1966


Un fiume di dollari
The Hills Run Red - USA
Rio de Dólares - Brasil

Produção 1966 Itália - Espanha
Direção: Carlo Lizzani (Lee W. Beaver)
Duração: 88 minutos
História: Piero Regnoni (Mario Pierotti)
Música: Ennio Morricone (Leo Nichols)
Maestro Regente: Bruno Nicolai
Fotografia: Antonio Secchi (Toni Secchi)
Estúdios: C.B. Films S.A., Dino de Laurentiis Cinematografica
Locações: Colmenar Viejo, Madrid, Espanha

Thomas Hunter - Jerry Brewster / Jim Houston
Henry Silva - Garcia Mendez
Dan Duryea - Coronel Winny Getz
Nicoletta Machiavelli - Mary Ann
Gianna Serra - Hattie Gardner
Nando Gazzolo - Ken Seagull / Ken Milton
Loris Loddi - Garoto Tim Brewster
Geoffrey Copleston - Brian Horner
Paolo Magalotti - Stayne
Vittorio Bonos - Jogador 1
Jeff Cameron-Randall (loiro-bando de Mendez)
Pietro Ceccarelli-Careca-bando de Mendez
Guido Celano - Blacksmith
Gianluigi Crescenzi - Carson
Lucio De Santis - Juan
Mauro Mannatrizio - Soldado Mitch
Tiberio Mitri-Sargento da Cavalaria da União
Renzo Pevarello (Ostride Pevarello)-Barbudo do bando de Mendez
Guglielmo Spoletini - Pedro
Goffredo Unger - Coronel da União
Mirko Valentin - Sancho
Sandro Dori, Fiorella Ferrero, Paolo Figlia, John M. Gaskins,
Goffredo Matassi, Piero Morgia e Luigi Scavran

Ex-presidiário Jerry Brewster (Thomas Hunter) em busca de vingança contra o tirano responsável pela
morte de sua esposa. No pós-Guerra Civil Texas, Brewster e Ken Milton (Tom) (Nando Gazzolo) fugindo em uma carroça com um carregamento de dinheiro roubado dos soldados da União, identificados como ladrões, são perseguidos pelos soldados ianques. Decidindo nas cartas de baralho em se separar: Tom tira a carta da sorte e ganha a oportunidade de saltar da carroça com o valor do saque, prometendo cuidar da família de Jerry Brewster se for capturado. Os soldados da União capturam Jerry que paga sua pena de cinco anos na rigorosa fortaleza do Fort Wilson. Após sua pena cumprida e agora em liberdade, ele descobre que sua esposa morreu, e que Tom, agora é um fazendeiro poderoso e corrupto que não cumpriu sua promessa em ajudar sua família. Tudo isso acontece no prólogo do filme. O restante é pura aventura.Brewster não mede esforços para derrubar seu ex-parceiro no crime e com a ajuda do estranho e misterioso Getz (Dan Duryea), que começa ajudando a afastar um grupo de homens de Ken Seagull que teria sido enviado para eliminar Brewster. Quando Jerry fica sabendo que Seagull tem planos para dominar a cidade de Austin, ele ajuda os habitantes da cidade sitiada a lutar. Seagull contrata o repugnante e impiedoso assassino Mendez (Henry Silva) para localizar e iniciar o domínio da região. Jerry Brewster infiltra-se no bando de Mendez conseguindo sua confiança (mais ou menos como Blondie no bando de Índio) conseguindo informações importantes para sabotar os ganhos de Mendez e
ao mesmo tempo vai organizando a revolta da cidade de Austin contra Ken Seagull. Jerry também é perseguido por elementos da sua antiga e precoce vida: O seu filho órfão Tim (Loris Loddy) – (aquele menino loirinho que fez diversos westerns espaghettis) com o qual faz amizade, apaixonando-se por sua bondosa irmã. Mary Ann (Nicoletta Machiavelli), deslumbrante mais uma vez aqui que compartilha do mesmo nome de sua falecida esposa. Depois da identidade de Jerry ser comprometida, ele e Getz acabam com a maioria dos capangas de Seagull em um tiroteio cheio de dinamite definido nas ruas de Austin. Brewster mata Mendez, bem como seu inimigo Ken, após o qual Getz (que na verdade é um agente do governo encarregado de derrubar Ken) nomeia Jerry como novo xerife de Austin, que termina com Mary Ann e Tim ao seu lado.
Outro detalhe interessante é que mais uma vez vemos neste filme seus dublês também atuando como atores reais; Paolo Magalotti, Osiride Pevarello e Guglielmo Spoletini, como era de costume no Western Espaghetti. Nota-se também um pouco mais de vegetação (mais verde) em virtude das locações em Colmenar Viejo na Espanha, onde também fora filmado grande parte da trilogia dos dólares de Leone. The Hills Run Red, originalmente intitulado Um rio de Dólares e Sangue nas Montanhas (Brasil) é notável por ser o primeiro western europeu de um produtor, premiado com o Oscar, Dino De Laurentiis. Filmado na Itália e Espanha, o filme é verdadeiro para o formato do gênero, com um tema de vingança, com muito sangue e violência, e o destaque melodioso de Ennio Morricone que aqui aparece novamente sob pseudônimo anglicizado-Morricone que foi creditado como Leo Nichols (como em Navajo Joe, outra produção De Laurentiis ), enquanto o diretor Carlo Lizzani passou por Lee W. Beaver, que já cansado, estava tentando mudar um pouco os clichês do gênero e após o lançamento do filme, a resposta da crítica foi positiva.
O filme compensava a falta de originalidade com um ritmo implacável, o desempenho de amplo cenário; Henry Silva como Mendez, tudo bem editado dentro do curso da música de Morricone. Tudo gira em torno de várias peças que estão continuamente reorganizadas para atender às várias cenas e contextos.
Morricone sentiu como principais características para a elaboração da música, a fome de Jerry por vingança, suas assombrações, seus lamentos solitários sem palavras por perder a família.
Uma canção de amor agridoce, "Home to my Love” (Casa de Meu Amor), é interpretada pelo cantor italiano Gino Spiachetti creditado simplesmente como "Gino" para representar a falecida esposa de Jerry. Outra grande e raríssima música é ”Quel Giorno Verrá”. Gino gravou esta versão em italiano de "Casa de Meu Amor" para o single de Alexander Kaplan. Morricone além de compor a música decidiu envolver muita gente de peso no projeto como o Maestro Bruno Nicolai, Os Cantores modernos de Alessandro Alessandroni e a grande voz feminina de Gianna Spagnulo. Um grande filme indicado a todos os fãs deste gênero.

3 comentários:

  1. E este é um dos meus cults. Western italiano com traços dos clássicos hollywoodianos e que traz dois dos meus vilões favoritos: Henry Silva e Dan Duryea, este último apresentando-se do lado certo da lei, desta vez. Excelente trilha de Morricone, como sempre, pontuada à perfeição. Ótima postagem.

    ResponderExcluir
  2. Grande cult spaghetiano, a Nicolleta Machiavelli sempre singeloza com seu comportamento sereno, o Henry Silva com sua fisionomia grotesca de durão que se encaixou muito bem, o grande tema do Morricone que sempre foram um show à parte, e a introdução desse filme com à carruagem em movimento com o tema na voz de Giana Spagnulo é motivo de delírio para os fãs.

    Luiz Carvalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto deste filme por terem dois atores interpretando papéis fortes.
      Dois alucinados por violência.

      Excluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: