Portal dedicado ao Espaghetti Western

Letras-Lyrics-Song-Sung-Espaghetti Western-História-Músicas-Entrevistas-Curiosidades-Pesquisa-Opinião-Atores Brasileiros no Espaghetti Western-Atualidades-Homenagens-Resenhas-Sinópses-Subtitles-Legendas-Filmes.

05 março 2016

Sei Una Carogna... E T'ammazzo! [O Mais Rápido dos Pistoleiros] Especial Brasil


O Mais Rápido Dos Pistoleiros - Brasil
Sei Una Carogna... E T'ammazzo! - Itália
Una Cuerda Al Amanecer - Espanha
Les Charognards Meurent À L'aube - França
An Eisai Zontanos... Htypa! - Grécia
You Are A Traitor And I'll Kill You! - USA
The Federal Man - Titúlo Inglês
  
Direção: Manuel Esteba              
Escrito: Manuel Esteba
Produção: Isidro Esteba, Elio Pannaccio e Gloria Sancho
Música: Daniele Patucchi e Vassili Kojucharov  
Fotografia: Girolamo La Rosa    
Edição: Enrico Rodriguez             
Decoração do Set: Donato Ventrella
Produção: Espanha E Itália 03 De Abril De 1974 Na França
Co Produção: Cire P.C., Universalia Vision M.P.1 Film
Duração: 79 Minutos

Pierre Brice - Barrett/Campanita/"Little Bell"
Steven Tedd - Tedd Calder
Fernando Sancho - Sebastian
Mónica Randall - Nancy
Marta Flores - Maria Morris/Esposa de Horácio
Antonio Molino Rojo - Jonathan/Roy/Capanga de Barrett
Raúl Aparici - Pregador
Gaspar 'Indio' González - Sr. Morris/Horácio,
Manuel Muñiz/Pajarito - Proprietário do Armazém White
Ferruccio Viotti - Capitão
Juan Fairen [Johnny Farren]- Johnny/Jogador no Primeiro Duelo
Miguel Muniesa - Xerife Mark/Stanton
David Rocha - Barret Jovem no Riacho [Flash Back]
E com Sergio Aparici, José Nieto  e Alberto Vila.


Existem duas versões diferentes do filme. A versão italiana dublada em inglês foi re-editada pelos produtores e é bastante diferente e talvez a maior curiosidade sobre a existência deste filme em relação a versão original espanhola. A versão em Inglês, "The Federal Man", é a do corte italiano.

A curiosidade deste filme são as notáveis diferenças editadas em duas versões disponíveis. Na edição italiana ela foi dublada em Inglês e é conhecida como aquela em que aparentemente chega um caçador de recompensas na cidade atrás de suas presas desafiando-os e matando-os em duelos justos pela região.

É um exemplo perfeito de filme de chacinas e alguns dos diálogos originais foram cortados, novas linhas foram criadas para as cenas sem diálogos, e vários elementos da história foram alterados (por exemplo, a identidade do atirador misterioso é diferente).

O produtor Elio Panaccio foi o responsável por esta versão adulterada, provavelmente em uma tentativa de fazer um filme mais aceitável para o público internacional, mas seus esforços não tiveram o efeito desejado nesta versão.


Este Espaghetti Western produzido na Espanha pelo diretor Manuel Esteban registrou aqui o seu único western. Tudo começa com um tilintar de um sininho na espora de um pistoleiro misterioso vestido de preto (que não vemos o rosto), e que entra em uma cantina e interrompe o jogo de quatro cavalheiros que jogam poker. Três deles fogem e o quarto (Juan Fairen), conhecido como Johnny enfrenta-o sendo vencido em um duelo justo e com uma morte violenta.

Ele sai de cena e nos créditos de abertura ao som de trompete e guitarra que por sinal muito estranho com várias ilustrações de serpentes e cobras reluzentes. Após a abertura começamos a conhecer os diferentes personagens. Steven Tedd (Giuseppe Cardillo) é um agente do governo chamado de Tedd Calder, enviado [pelo capitão do exército que é seu sogro] para uma cidade controlada pelo especulador implacável, o Sr. Barret (Pierre "Winnetou" Brice) e seus capangas.

Uma mulher solitária Nancy (Mónica Randall) também chega a cidade na mesma carruagem com Tedd. É o toque feminino do filme Antonio Molino Rojo é Jonathan, capanga e capataz contratado de Barret e, finalmente, o garimpeiro Sebastian é interpretado soberbamente por Fernando Sancho, à procura de ouro em uma mina próxima, desajeitado e engraçado, sempre acompanhado de seu fiel, divertido e melhor amigo (ele também dá uísque ao animal), Margarito.


As caracterizações estão entre os aspectos mais interessantes do filme.
O personagem Tedd Calder é um homem da lei estranho e sem atitudes reais para o papel, que causa a impressão de que não entendeu o roteiro e estava procurando entender o que deveria fazer no filme. Uma roupa e um cabelo tipo Elvis Presley que só mesmo em 1974 passava despercebido.

Pierre Brice é um assassino de olhar frio, auto-confiante, apreciador de charutos excessivamente longos e não pensa em outra coisa a não ser matar agricultores e tudo que se mete em seu caminho. Após atuar como herói em vários Winnetou, Pierre Brice aqui é mais odiado do que nunca por suas trapaças e assassinatos.

Através de uma cena de flashback, aprendemos que o pistoleiro Jonathan, uma vez salvou a vida de Barret e tornou-se seu mentor para todos os assuntos criminais da região. Desde então, estes dois delinquentes tornaram-se amigos e juntos, formam o poder aterrorizando a todos. Mónica Randall é Nancy, também é um personagem interessante; ela quer tomar a vingança da morte de seu pai por Barret a muito tempo atrás.


Pierre Brice e Fernando Sancho têm papeis mais profundos do que estamos acostumados a ver em outros filmes. Brice com olhar frio e rosto fechado do começo ao fim e mostra sua frieza em uma cena em que ele aponta discretamente um revólver na testa de Sebastian [Sancho] ameaçando-o de execução.

O impacto da cena funciona melhor do que qualquer outro tipo tortura como de costume no Espaghetti. Sancho faz o papel do garimpeiro bêbado e inofensivo, torturado para revelar onde está o seu ouro, mas na noite em que os bandidos de Barret executam o seu burrinho ele se transforma em um vingador. A morte do burrinho a sangue frio é realmente lamentável e você chega a sentir isso talvez pelo carinho que ele tinha com o animal. Eu acho que essa era a ligação por Sebastian não portar armas neste filme.

A trama para enganar os telespectadores funciona muito bem; com algumas falsas iscas que são colocadas no caminho errado, em relação à verdadeira identidade do atirador misterioso que aparece no começo ou pelo menos o mantêm ocupado e distraindo a sua atenção dos verdadeiros segredos que, eventualmente, serão revelados.

O filme não é muito longo e a versão em espanhol possui uma duração adequada de não mais que 79 minutos. Surpreendentemente o filme não contem brigas de saloon desnecessárias o que poderia tirar um pouco a seriedade do roteiro.

No geral, este é um filme de natureza melancólica que é mostrada na atmosfera de tentativas frustradas de se assassinar o pistoleiro misterioso. Tudo leva a algum tipo de "gran finale" menos para o galã e agente federal Tedd Caulder (Steven Tedd). Em alguns sites mencionam-se os créditos da música à Daniele Patucchi. Um tema com pitadas e um sentimento de uma predestinação e suspense mas na abertura são creditados mesmo à Vassili Kojucharov.

Depois de assistir a versão italiana, a versão original espanhola seguramente merece uma nota melhor. A história é surpreendentemente bem escrita, e pelo menos faz sentido (a versão italiana tem alguns personagens intrigantes e problemas na narrativa a não ser um par de duelos bem dirigidos como entre Sancho contra Brice em uma pacata e deserta rua da cidade e a fotografia que oferece alguns ângulos de câmera interessantes e ao mesmo tempo, não exagerados.
Talvez não seja um clássico, mas tem algo que nos atrai na curiosidade e desenrolar de seus fatos.


Existem diferenças nos créditos, mas Esteban é creditado como diretor e escritor. Nos Estados Unidos, teria sido creditado com pseudônimo americano, pois é um filme completamente diferente.
Cada parte do filme rodado por Esteban, na versão original espanhola foi totalmente alterada na versão italiana. A edição, o som, os diálogos e até mesmo o enredo foram alterados. Este filme é um cult e serve de exemplo e lição sobre como se fazer um novo filme com um história diferente sem nenhum dinheiro e somente com imagens e uma dublagem perfeita.

O filme ficou muito fraco em comparação a versão original mas ao assisti-lo você percebe que é outro filme. A empresa italiana envolvida, obviamente, não gostou de muitas coisas neste filme tais como: as conversas de Fernando Sancho com o seu jumento Margarito, as longas sequências de silêncios, a conclusão final da história, a relação entre os dois vilões, e outras curiosidades que foram alteradas como na abertura com um flashback feito por Barret (David Rocha) jovem é apresentado no início do filme.

Nesta ordem já não é mais um flashback e não há nenhuma indicação de que David Rocha pretenda ser Pierre Brice mais jovem como na versão espanhola. Muitas cenas foram cortadas para fazer o filme com mais ritmo. As cenas de Steven Tedd também são deslocadas da ordem original e as longas cenas com poucos diálogos são alteradas com muitos diálogos e mais palavras, convenientemente faladas sem mostrar o movimento das bocas dos atores.


Raúl Aparici faz aqui um pregador alucinado em uma atuação modesta, mas proposital porque na versão italiana ele será a peça chave no fechamento da história. O roteiro foi totalmente mudado pela dublagem, com alterações significativas para o resultado final plausível e planejado.

A ordem das cenas foi radicalmente e completamente alterada. Não é uma ou outra e sim uma reconstrução total e completa de outro filme. Uma aula de edição e dublagem que revelam com perfeição a identidade do pistoleiro misterioso em um final e completamente diferente da versão original. Todo esse trabalho de se fazer um filme na mesa de edição foi do co-produtor italiano, Elo Panaccio, responsável pela versão Italiana que inclusive deu um novo titulo ao filme.


Minha conclusão é de que a versão espanhola sempre será a original e melhor, mas o atrevimento e a criatividade da produção foram além dos limites, mas para matar a curiosidade dos afecionados, sugiro assistirem as duas versões. É mesmo muito curioso.

Esteban, obviamente, fez um esforço genuíno para fazer um filme real e, na maioria das vezes, faz um trabalho razoavelmente bom. Não há ação excessiva, mas o suficiente para manter as coisas em movimento e alguns elementos decididamente acima da média. Os lugares, cenários também são diferentes, mais verdes e originais. Você acaba conhecendo um pouco do interior espanhol.


 

2 comentários:

  1. Nice job Edelzio. This is a difficult film to review because there are several different releases and lengths. You get a different story from the different versions and it is a very difficult to put the pieces together from them all.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I managed to make this post because recently downloaded the Spanish version. I had only Italian version, dubbed into English and subtitled in Portuguese.
      It was a week of studies to make the post with great affection.
      I also translate and subtitled this Spanish version in Portuguese for a sales site in Brazil
      A curious film but specifically for this peculiarity. I enjoyed doing it.
      Thanks Amigo!

      Excluir

Crítica, Opinião e Sugestão - Escreva Aqui: